Anuncie aqui

sábado, 2 de abril de 2016

Luciano Leitoa traiu a população de Timon, afirma Alexandre Almeida

O deputado estadual e pré-candidato à prefeito de Timon, Alexandre Almeida (PSD) participou no início da tarde desta sexta-feira, 01º, do programa Bancada Piauí, na TV Antena 10, onde afirmou que o atual prefeito de Timon, Luciano Leitoa, traiu a população timonense. “A população tem reclamado muito pois ela está se sentindo traída em relação ao atual prefeito, porque na campanha ele se comportava de uma maneira e depois que se elegeu mudou totalmente o seu comportamento. Durante a campanha ele fez várias promessas, firmou vários compromissos e até o presente momento, o mandato está terminando, e estas promessas não foram cumpridas”, pontuou.

O parlamentar destacou que o grupo político do atual prefeito de Timon, que está no poder desde 1992, portanto há quase 24 anos, e ainda não foi capaz de resolver problemas históricos enfrentados pela população timonense, como a fragilidade no sistema de saúde. “Qual a justificativa para Timon, com mais de 170 mil habitantes, ainda não ter um leito de UTI? Quantos prefeitos já passaram e não solucionaram este problema? Porque a atribuição para essa temática é da prefeitura, pois Timon é gestão plena em saúde. O SUS delegou à prefeitura de Timon o exercício da gestão do Sistema Único de Saúde, de maneira que esta é uma atribuição a ser resolvida pela prefeitura”, explicou.

Alexandre afirmou que vem trabalhando durante os seus mandatos dois como deputado estadual buscando contribuir da melhor forma possível para o progresso da cidade de Timon e destacou suas ações em relação à área da saúde. “Conseguimos abrir e manter a UPA prestando um ótimo serviço à população, incluímos o Hospital Alarico Pacheco numa grande reforma que o Estado estava promovendo nos hospitais regionais. Assim que o prefeito Luciano Leitoa assumiu seu mandato nós fizemos uma reunião junto com o secretário de Saúde e ali foi feito um pacto para que o município adequasse o Hospital do Parque Alvorada para uma unidade materno infantil e assim o Estado assumiria a Média Complexidade. O prefeito pediu seis meses para que o município se adequasse, mas até hoje nada foi feito nesse sentido”, explicou.

Alexandre ainda fez questão de diferenciar as atribuições dos mandatos de legislativo e de executivo, acrescentando que um pode contribuir com o outro, mas cada um deve exercer suas atribuições da melhor maneira. “O que nós precisamos entender é que a atribuição de um deputado estadual é uma e a atribuição de um prefeito é outra, ou seja, cabe ao prefeito resolver os problemas de saúde, pois é dentro da estrutura da prefeitura que está a secretaria municipal de saúde, as políticas públicas da saúde, como a atenção básica, os postos de saúde dos bairros. Timon tem um orçamento de R$ 180 milhões por ano e cabe ao prefeito dar a prioridade necessária aos investimentos da cidade”, destacou e acrescentou ainda que os primeiros contratos firmados pela prefeitura de Timon foram com uma agencia de publicidade e com uma empresa de serviços de internet.

“O primeiro contrato que a prefeitura de Timon fechou foi com uma agencia de propaganda, no valor de R$ 5 milhões, que já foi renovado duas vezes. O contrato para o fornecimento de internet da prefeitura de Timon com a empresa TEKYNIK foi feito no valor de R$ 7 milhões, somente com o valor deste contrato seria possível a prefeitura construir um grande hospital e equipá-lo de forma moderna, com leitos de UTI e diminuir a agonia do povo de Timon, ou seja, depende muito da prioridade que você dá aos recursos públicos”, criticou.

(Assessoria)


Nenhum comentário:

Postar um comentário