Anuncie aqui

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Assaltos e sequestro relâmpago: O que querem com o advogado Eliomar Feitosa?

O advogado e professor Eliomar Feitosa volta a ser, o centro das especulações políticas em Timon, tido como um dos bons articuladores políticos da cidade, tem passado por situações que mexeram com o imaginário popular. Nos últimos seis meses, foi vítima de dois assaltos em ações extremamente ousadas, as desconfianças e perguntas começam a surgir com muita força.

Eliomar Feitosa tem sido um dos principais articuladores das últimas campanhas do atual deputado estadual e pré-candidato Alexandre Almeida (PSD), tendo como uma das suas características principais a dedicação a causa. Eliomar Feitosa tem sofrido com a violência e insegurança, que poderia atrapalhar seu desempenho nas eleições de 2016. Talvez por isso muitas pessoas em Timon começam a acreditar não ser mera coincidência os fatos ocorridos com o advogado.

Os relatos do advogado Eliomar Feitosa em relação aos fatos justificam essas dúvidas. “No primeiro episódio tive certeza que não sairia vivo, pois a ação foi muito audaciosa, ocorrendo as 15:30 hs em pleno Centro de Teresina, e me mantiveram em seu poder por mais de uma hora onde em seguida fui deixado em local deserto numa estrada vicinal na zona rural da capital piauiense”,  relatou.

O advogado relata ainda que um dos marginais que lhe mantinha como refém passou o tempo todo falando com um terceiro individuo por telefone que orientava toda ação.

Durante todo esse período, existem algumas frases que marcaram Eliomar Feitosa e alimentam as dúvidas, como “já estamos com ele”, ou “o que devemos fazer com ele”, ou ainda “tu tem sorte, não vamos fazer nada contigo”. Se não bastasse tudo isso, a residência de Feitosa foi visitada por falsos Padres, as 16 hs do dia 31 de maio próximo passado, felizmente sua esposa não os deixou entra em sua casa. Além desses fatos citados anteriormente, tem o assalto ocorrido na última quinta-feira (09) ao chegar em casa na companhia da esposa ao ser abordado dentro do carro, na porta de sua casa, em plena 18:30 hs, com uma grande movimentação na rua.

Seriam todos os acontecimentos um tentativa de intimidar a atuação política de Eliomar Feitosa? Os bandidos estavam esperando que ele tivesse esboçado qualquer tipo de reação? Será que foi pura falta de sorte, ou existe outra motivação qualquer? E algo muito estranho, Eliomar Feitosa lamenta ainda a falta de solidariedade dos seus adversários. “Lamento muito não ter recebido a solidariedade dos políticos que estão em campos opostos a mim, até hoje não entendi por qual motivo”. 

Entre as muitas perguntas que surgem em relação a estas situações lamentáveis uma coisa é certa, as autoridades devem ter empenho na identificação e captura dos elementos para que não pairem dúvidas quanto aos motivos dos “assaltos”. Ficando sempre um pergunta que só será respondida depois da eleição. A participação de Eliomar Feitosa pode fazer tanta diferença ao ponto que possa motivar atos tão extremos apenas para intimidá-lo? Só o tempo dirá.

(Blog do Ludwig)

Nenhum comentário:

Postar um comentário