Anuncie aqui

quinta-feira, 30 de junho de 2016

E "a porca comeu", como surgiu essa expressão?

Reza a lenda que a expressão "a porca comeu", referindo-se a uma derrota eleitoral, surgiu no município de Campo Maior, norte do Piauí, entre as décadas de 1950 e 1960. Segundo conta-se, um candidato com poucas chances de vencer honestamente o pleito escondeu uma urna cheia de votos favoráveis a ele próprio, com a intenção de trocá-la pela urna oficial no dia da eleição. Porém, algo deu muito errado. Uma porca encontrou a urna escondida em uma moita e a estraçalhou. Desse modo, o candidato corrupto perdeu a eleição, porém, ficou eternizado no folclore político piauiense.

Hoje, a expressão "a porca comeu" é usada em qualquer contexto de derrota eleitoral, como uma espécie de vingança contra a classe política ou contra um grupo rival. No entanto, essa forma de depreciação da política é, de certo modo, negativa. A política deve ser vista como um campo de resolução de problemas e de diálogo. Corrupção política existe desde que o homem apareceu na Terra, ou seja, não é algo exclusivo da democracia. Por outro lado, a derrota eleitoral é um acontecimento corriqueiro, banal...portanto, não é humilhação perder um pleito. É bom lembrar que muitos candidatos bons não ganham eleição...assim tem muito "eleitor-mula" também...que escolhe mau seus representantes...

Desse modo, vamos torcer pela "porca comedora" contra aqueles políticos que realmente tentam manipular o resultado das eleições de modo fraudulento ou algo parecido. Em Timon, a "porca" já está de boca aberta para muitos candidatos.

(Por Clayton Ribeiro)

Nenhum comentário:

Postar um comentário