Anuncie aqui

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Marco Lago quer instalação de UTI em Timon

Segundo a portaria nº 1.101/2002 do Ministério da Saúde deve existir de 2,5 a 3 leitos hospitalares por cada 1 mil habitantes. Já a oferta necessária de leitos de UTI deve ficar entre 4% e 10% do total de leitos hospitalares, o que corresponde a um índice de um a três leitos de UTI para cada 10 mil habitantes. Esse número gritante da demanda pode ser observada na Saúde de Timon, que tem seus índices abaixo do que preconiza os piores índices com relação ao setor.

Nos hospitais públicos de Timon além de leitos, equipamentos, médicos e outros argumentos que seriam utilizados para salvar vidas o minimizar o sofrimento dos pacientes são inexistentes. 

Recentemente o poder legislativo tem manifestado essa inoperância do setor público da saúde de Timon evidenciando pedidos corriqueiros para  a instalação de meros equipamentos que deveriam constar nas salas de atendimento dos hospitais públicos da cidade.

No ano passado, o vereador Thales Waquim solicitou através de requerimento aprovado pelos vereadores a instalação de aparelhos de aerosol para o serviço de nebulização dos pacientes com problemas respiratórios e falta de ar. Este ano já foi proposto a instalação de eletrocardiograma e o vereador Ivan do Saborear (PT) chegou a pedir a cada um dos colegas que contribuíssem com uma cota para que a compra do aparelho fosse providenciada pelo município.

Nesta segunda-feira o vereador Marco Lago (PHS) apresentará um requerimento solicitando a instalação do uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) em Timon.

O município com mais de 165 mil habitantes não possui uma UTI e a mais próxima dentro do Estado fica à cerca de 66 kilômetros no município de Caxias, mas os pacientes usam a opção mais rápida as UTIs Hospital da Urgência de Teresina, à cerca de pouco mais de 7 kilômetros, que nem sempre estão disponíveis para os pacientes timonenses que chegam a morrer antes de dar entrada na sala.

O vereador Marco Lago disse que sua proposta para a instalação de uma  UTI é justificada em cima de dados, mas também da necessidade urgente de atendimento à população, pois segundo ele, inúmeras pessoas morreram nesses deslocamentos de Timon a Caxias e Teresina à procura de uma UTI, enquanto que nos hospitais públicos já deveríamos disponibilizar o serviço para a população. "Os dados são inconcebíveis e a omissão do município também, portanto estamos solicitando a instalação para evitar mais mortes em Timon venham a ocorrer por falta de UTI. (Blog do Ribinha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário