Anuncie aqui

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Apoio a Jean Wyllys é o tema mais comentado do Twitter na sexta-feira (16)

Internautas organizaram ação contra parecer do deputado Ricardo Izar, que pede a suspensão do psolista por 120 dias

Apoiadores de Jean Wyllys (PSOL-RJ) realizaram uma gigantesca mobilização nas redes sociais na tarde desta sexta-feira em favor do deputado. Trata-se de uma reação ao parecer do deputado Ricardo Izar (PP-SP), que, na terça-feira, pediu a suspensão de Wyllys por ter cuspido em Jair Bolsonaro (PSC-RJ) na sessão que determinou a abertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff.

Em reação à possível punição, pessoas simpáticas ao psolista marcaram um tuitaço, que se iniciou às 14h. Milhares de internautas aderiram, e a hashtag #EuApoioJeanWyllys atingiu o primeiro lugar nos tópicos mais comentados.

Na quarta-feira à noite, Wyllys e Izar protagonizaram um bate-boca na Câmara, na qual o único deputado gay assumido do Congresso disse que está sendo punido por ser homossexual.

Na votação sobre o impeachment de Dilma, Jean Wyllys revidou provocações de Bolsonaro com uma cusparada. Em seguida, o filho de Bolsonaro, Eduardo (PSC-RJ), cuspiu de volta.

Ao ser interrogado sobre o que tinha feito, Jean disse que tinha ouvido agressões de Bolsonaro enquanto votava e afirmou que o chocante não era o que tinha feito, mas o fato de Bolsonaro ter elogiado um torturado — o coronel Brilhante Ulstra — quando realizou seu voto. (Correio Braziliense)

Assista o vídeo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário