Anuncie aqui

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Réveillon vermelho no "Governo de todos nós"

Jorge Aragão - O governo Flávio Dino (PCdoB) tem sido cada vez mais alvo de acusações segundo as quais estaria usando a máquina administrativa do Maranhão para beneficiar diretamente os seus camaradas comunistas.

São diversas as denúncias de que a estrutura do governo está aparelhada com membros do PCdoB em todos os escalões; e cada dia mais camaradas são nomeados, sobretudo na estrutura comandada pelo bisecretário Márcio Jerry, lugar-tenente do governador e presidente regional do partido.

Mas o governador e seus generais parecem pouco se incomodar com a denúncia. Tanto que não fazem nenhuma questão de esconder os favorecimentos à “comunistada”, tanto a do Maranhão quanto a do resto do país. E até a festa de Réveillon promovida pelo governo parece aparelhada para beneficiar o PCdoB.

Uma das principais atrações da virada comunista promovida por Flávio Dino é a sambista Leci Brandão, reconhecida como compositora e historiadora do samba, mas pouco conhecida do grande público. Fosse pelo seu histórico, Leci dificilmente seria contratada comercialmente para um evento de forte apelo popular como o Réveillon.

Mas ela tem um pistolão que a diferencia dos demais artistas disponíveis para o evento: é deputada estadual e militante histórica do PCdoB de São Paulo. Vai receber R$ 55 mil para cantar no dia 30 de dezembro em um dos palcos montados pelo governo.

O segundo Réveillon do Maranhão sob a égide de Flávio Dino ganha, portanto, fortes tons vermelhos.

Coluna Estado Maior

Nenhum comentário:

Postar um comentário