Anuncie aqui

domingo, 29 de janeiro de 2017

Assembleia Legislativa deve iniciar trabalhos com nova configuração

Deputados se movimentam por bloco (Foto: Ag. assembleia)
A configuração de blocos na Assembleia Legislativa seve ser modificada partir da próxima semana – os trabalhos serão oficialmente retomados no dia 2 de fevereiro, um dia após sessão solene de abertura da sessão legislativa de 2017.

A atual bancada governista, unida no chamado Blocão – com nove partidos e 23 deputados ­, deve se dividir em duas uma comandada pelo PCdoB e outra pelo PDT.

Os comunistas ficariam juntos com PSB, PT, PSDB, PHS e PRB. DEM e PR também podem se juntar a esse grupo, mas as conversas ainda não avançaram. Já os pedetistas ficariam com PEN e SDD. Apesar da divisão, governistas ouvidos por O Estado garantem que não há qualquer sinal de rompimento da base com o Palácio dos Leões.

Apoio – Quem também ainda mantém conversas com colegas deputados pela formação de um novo bloco independente é o deputado Eduardo Braide (PMN). Oriundo da base governista – ele chegou a ser líder de um dos blocos de apoio ao governo Flávio Dino (PCdoB) ­, Braide distanciou-­se dos comunistas desde a eleição para prefeito de São Luís, quando ele enfrentou no 2º turno o atual prefeito, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), aliado do governador.

Apesar das articulações, todos os deputados ouvidos por O Estado garantem que a definição final sobre a nova formatação do plenário se dará nos próximos dois dias, quando todos os parlamentares já estarão em São Luís se preparando para iniciar mais um ano de trabalho. (Gilberto Léda)

Nenhum comentário:

Postar um comentário