Anuncie aqui

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Piauí tem o 1º prefeito eleito que abre mão de receber salário

Eleito pelo PSD em Monsenhor Gil, o prefeito João Luiz, anunciou que vai abrir mão do próprio salário. O novo gestor afirma que a situação econômica da cidade é tão crítica que nem sequer luz, a sede prefeitura possui.

"A situação é muito difícil. Agora por exemplo, todos os repasses que recebemos foram zerados para o INSS. Até a prefeitura está sem energia. Lá só temos iluminação na Secretaria de Educação, de Saúde e no hospital porquê precisam funcionar", denunciou o prefeito.

João Luiz afirma que as gestões anteriores deixaram uma dívida de R$ 1 milhão e meio somente de energia para a atual administração. "Para se ter uma ideia só nomeei secretário de Saúde e Educação porque são secretarias que captam recursos. Não tenho como nomear ninguém se não tenho dinheiro para pagar. O FGTS ficou atrasado o município está no CAUC e no SISCON e a situação é muito delicada", completou o gestor.

João Luís é dono de um posto de combustível na região e advogado e segundo ele retirar R$ 11 mil das contas da atual prefeitura, seria impossível e ele classifica a sua atitude como uma contribuição de sua gestão. "Não dá para tirar R$ 11 mil de onde não tem. Na realidade a minha atividade é empresarial. Eu tenho um posto e como a prefeitura está numa situação difícil eu vou dar essa contribuição aos meus conterrâneos", pontuou.

O prefeito prefere não dar previsões de quando espera uma melhora na economia municipal mas acredita em uma recuperação. "Eu não sei prever mas acredito que as coisas devem melhorar no futuro. Eu nunca fui prefeito, essa é a primeira vez", concluiu o gestor.

Além de empresário, João Luiz informou que também acumula a função de agente penitenciário no quadro da Secretaria Estadual de Justiça. (cidadeverde.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário