Anuncie aqui

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Timon: Governo Leitoa "agoniza" no início do seu segundo mandato

Notícias de que está em débito com fornecedores, salários em atraso, demissões em massa, escândalo da Coopmar, denúncias graves da CGU e além de tudo isso, apoiado em um Governo Estadual que entra em uma crise atrás da outra, o segundo mandato de Luciano Leitoa à frente da prefeitura de Timon dá sinais de que será ainda pior do que o primeiro.

Assíduo nas redes sociais, como Facebook e Whatsapp, Luciano Leitoa costuma anunciar decisões de seu governo em primeira mão no mundo virtual, assim como anunciou no último final de semana os dias e as atrações do Zé Pereira de Timon, e logo em seguida foi alvo das mais diversas críticas sobre a queda na qualidade do evento ao longo dos anos. Aliás, é também por meio das redes sociais que muitos fornecedores da prefeitura de Timon encontram uma maneira de cobrar o prefeito Luciano Leitoa, já que alegam não conseguir encontrar com o gestor pessoalmente, digamos até que seja um caso inédito no país.

Outra crise que está tomando conta da prefeitura de Timon é referente aos salários atrasados de servidores, como foi retratado por este blog na semana que se passou. (Reveja aqui) O Contrato com a Coopmar é mais um escândalo em que está envolvida a prefeitura de Timon, assim como diversos outros municípios maranhenses, que estão sendo investigados pela Polícia Civil.

Se já não bastassem as suas próprias crises internas, Luciano Leitoa ainda tem de se preocupar com a crise moral e política na qual o Governo do comunista Flávio Dino está inserido, já que o pequeno Leitoa sempre faz questão de enfatizar que é “amigo do governador” e utiliza essa “amizade” para vender a ideia de que tem influência para trazer recursos e obras para Timon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário