Anuncie aqui

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Em Audiência Pública, Câmara de Timon apresenta o relatório quadrimestral 2017 da Secretaria Municipal de Saúde

Câmara Municipal de Timon - Plenário Deputado José Ribamar Elouf
Na manhã desta terça-feira (26), a Câmara Municipal de Timon realizou uma Audiência Pública para apresentação do 1° relatório quadrimestral 2017 da Secretaria Municipal de Saúde. A Comissão de Saúde da Câmara, presidida pelo vereador dr. Tuá (PMN) e que tem como relatora a vereadora professora Cláudia (PMN),  conduziu a audiência. 

Dando início aos discursos, o secretário municipal de saúde de Timon, Márcio Sá, prestou esclarecimentos sobre a questão da Atenção Básica, dentre eles planificação de saúde e locais de funcionamentos hoje presentes no município. Na ocasião, o secretário também informou sobre dados referentes aos investimentos financeiros feitos na saúde do município este ano.

Segundo o relatório apresentado pelo órgão, foi realizado um total de 149.178 procedimentos em Timon, dentre consultas, atendimentos, exames e serviços médicos no geral. No total, o município dispõe de 68 unidades de saúde, distribuídas em Central de Regulação de Serviços de Saúde, Centros de Apoio à Saúde da Família, Centros de Atenção Psicossocial, Postos de Saúde, Centros de Especialidades, Hospital Geral Municipal, Policlínica, Unidades de Apoio e Terapia, Unidade de Vigilância em Saúde, Unidade Móvel na área de Urgência, além do Hospital Alarico Pacheco e Unidade de Pronto Atendimento (UPA), a nível estadual.

Ao utilizar a tribuna, a vereadora professora Cláudia pediu esclarecimentos ao secretário sobre a construção da Maternidade Municipal de Timon e questionou sobre a forma como está sendo feito o atendimento para as gestantes. A parlamentar também fez referência ao projeto Rede Cegonha, discussão também provocada pelo vereador Adão da Ceasa, que, na ocasião, cobrou explicações sobre o número de atendimentos em vacinação, bem como na saúde das crianças timonenses. Já a vereadora professora Socorro (PMDB) perguntou ao secretário onde está funcionando os consultórios odontológicos para a Zona Rural. Outra questão levantada por ela faz referência às consultas ortopédica e os atendimentos de fisioterapias. Finalizando sua fala, Socorro clamou que a saúde e a comunidade do bairro Mateuzinho sejam atendidas, com a contratação imediata de um médico para atender.

O vereador Antunes Macedo (PSD), ao fazer uso da palavra, pontuou  sobre o número de atendimentos realizados na Policlínica, bem como sobre as visitas de enfermeiros e médicos das Unidades Básicas de Saúde e o número de procedimentos da rede privada. Segundo ele, os dados apresentados não condizem com a realidade. Quem também se posicionou solicitando mais médicos foi o vereador Raimundo da Ração (SD). Ao solicitar os profissionais de saúde para a UBS do bairro São Francisco II, o parlamentar destacou que “o povo clama por atendimentos”. Já os vereadores Leandro Bello (DEM), Henrique Júnior (Podemos) e Neto Peças (PSB), foram enfáticos ao afirmarem que “saúde se faz com recursos”. Na oportunidade, Leandro Bello ressaltou os recursos que articulou para Timon em Brasília, e conclamou, ainda, os demais parlamentares a se empenharem em fazer o mesmo. Pautado na mesma temática, Henrique Júnior esclareceu que  encaminhou para Brasília demandas da saúde de Timon. Em seu discurso, ele também relatou a situação do SAMU, além de oferecer sugestões no tocante à diferença salarial de médicos efetivos e contratados.

A quantidade de médicos existentes nas UBSs, bem como a sugestão para que se destine parte dos dinheiros gastos com publicidade do município, foi a discussão levantada pelo vereador Anderson Pêgo (PRB), que ao final do discurso fez referência às denúncias que recebeu sobre a falta de médicos, e enfatizou que solicitou da Diretoria da Policlínica uma relação constando as especialidades e os horários de trabalho de cada funcionário, porém nunca recebeu. Ainda em seu discurso, Pêgo reforçou que irá continuar fiscalizando o poder público e exercendo o seu papel de vereador. Finalizando os discursos, os vereadores Juarez Morais (SD) e José Carlos Assunção (PSB) destacaram, em pronunciamento, os avanços da saúde no município e reforçaram o empenho dos servidores municipais em defesa da saúde pública. Na oportunidade, os parlamentares também parabenizaram o secretário Márcio Sá pelo trabalho que vem desenvolvendo à frente da pasta, mesmo diante das dificuldades.

A Audiência contou com uma grande participação popular. O secretário de saúde respondeu a todos os questionamentos feitos pela comunidade e pelos vereadores, que permaneceram presentes no plenário até o fim da audiência. Márcio Sá reforçou, também, que brevemente serão inauguradas sete novas Unidades Básicas de Saúde, nos bairros Joia, Pe. Delfino, Cajueiro, Cidade Nova, Residencial Cocais, Mangueira e Marimar. (Asecom/CMT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário