Anuncie aqui

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Medidas adotadas por Luciano Leitoa é considerada como 'economia de palito' por vereador

Henrique Júnior classificou as medidas de contenção de gastos adotadas recentemente pelo prefeito de Timon, Luciano Leitoa como "economia de palito"
Vereador Henrique Júnior (Podemos)
Ao discursar na tribuna da Câmara Municipal de Timon, na sessão desta quarta-feira (25), o vereador Henrique Júnior (Podemos), classificou as medidas de contenção de gastos adotadas recentemente pelo prefeito Luciano Leitoa (PSB) como "economia de palito" aquela em que o gestor para dar satisfação a população faz economias supérfluas que não dão o impacto necessário .

Henrique Júnior disse que faltou planejamento diante da crise financeira que afeta os municípios. "O gestor sabia que haveria oscilação no volume de repasses do FPM como acontece todos os anos nos meses de julho, agosto, setembro e outubro em função dentre outras coisas da restituição do imposto de renda". "Mesmo se o prefeito cortar 50% dos comissionados por exemplo, ele não iria economizar R$ 1 milhão, e por isso, não teria economia concreta suficiente", observou o vereador.

O parlamentar recomendou ao prefeito Luciano leitoa fazer economia cortando gastos excessivos de internet, comunicação e com o aluguel de um terreno no lixão de R$ 60 por mês.

"O nosso desejo é que o prefeito acerte administrativamente, porém, devemos nos preocupar com o efeito das medidas de cortes de funcionários que podem inviabilizar a administração pública e afetar os setores essenciais da gestão como saúde e educação em favor de contratos milionários que não são prioridade nesse momento", finalizou Henrique Júnior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário