sábado, 10 de setembro de 2016

Servidor público pede a prisão do ex-prefeito Chico Leitoa

Funcionário público pede a prisão de Chico Leitoa
Presença constante em todos os eventos políticos ligado ao seu grupo, o ex-gestor do município, Francisco Rodrigues de Sousa, o popular “Chico Leitoa”, que é pai do prefeito de Timon, teve prisão requerida por um funcionário público pela prática de crime eleitoral. O processo já se encontra com o Ministério Público Eleitoral para que se tome as providências cabíveis, inclusive podendo ser requerida a imediata prisão do ex-gestor.

O crime que Chico leitoa teria cometido descumpre o artigo 337 da Lei Eleitoral que afirma ser crime a participação de estrangeiro ou brasileiro que não estiver no gozo de seus direitos políticos em atividades partidárias inclusive comícios e atos de propaganda em recintos fechados ou abertos. A pena para o este crime é de detenção de até seis meses, além do pagamento de 90 a 120 dias-multa.

A queixa crime apresentada ao juiz da 19ª Zona Eleitoral de Timon, afirma que o ex-gestor é visto constantemente em todos os atos públicos, como comícios e eventos políticos do seu filho Luciano Leitoa. Entre os eventos citados há o comício inaugural de campanha, realizado no dia 19 de agosto, que consta inclusive com vídeo da participação do mesmo, que foi anexado no documento enviado ao juiz. A denúncia foi feita pelo funcionário efetivo da prefeitura de Timon Aldston Araújo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário