Anuncie aqui

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Moradores de Timon detonam Demip pelo Facebook

O Departamento de Iluminação Pública de Timon - Demip vem sendo alvo de uma avalanche de reclamações por parte da população nesse início de de segundo mandato da gestão Leitoa. A população sem conseguir ter suas demandas atendidas pelos meios oficiais como pelo telefone e dirigindo-se a sede daquele departamento, partiu agora para as redes sociais, onde estão fazendo duras criticas a gestão daquele órgão. 

Segundo informações do Portal Transparência da prefeitura de Timon o Demip arrecadou de taxa de iluminação pública: Em 2014, R$ 5.721.237,94; 2015, R$ 6.904.610,76; 2016, R$ 7.573.144,65. A soma da arrecadação desses três anos chega a R$ 20.198.993,35 milhões.

Já os gastos com folha de pagamento de pessoal (valor pago) do Demip nesses mesmo anos são:  2014, R$ 498.745,29; 2015, R$ 656.440,02; 2016, R$ 1.028.471,65 + R$ 192.020,73 (= R$ 1.220.492,38). Os gastos com folha de pagamento nesses três anos somam R$ 2.375.677,69. Um fato chama a atenção nos gastos com folha de pagamento, o ano de 2016 o valor praticamente dobrou se comparado com os outros anos, ano das eleições municipais e da reeleição do prefeito Luciano leitoa.

Veja abaixo alguns comentários de internautas revoltados no Facebook.

"Se fosse para cortar a energia de alguém eles rapidinho iam ao local", reclama  uma moradora. 

"Que descaso. Isso é muito revoltante", lamenta uma moradora.

"Aqui na 20 dá cidade nova também tá do mesmo jeito... Ligo, ligo mais ninguém atende", explica uma moradora.

"Aqui na rua 50 bairro Santo Antônio ta escuro a 2 meses e todo dia tem assalto por conta da escuridão já foi na secretaria já liguei já denunciei na radia e nada nada nada nada", diz uma moradora.

"Não é só sua rua não, aqui na 25 do parque alvorada ta do mesmo jeito", reclama o morador.

"Eles falam que não tem lâmpadas para repor, e onde está o nosso dinheiro que pagamos todos os meses, a famosa taxa de ILUMINAÇÃO PÚBLICA. Será que temos que chamar o programa do Fantástico para nós sabermos onde está o dinheiro", questiona a moradora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário