Anuncie aqui

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Socorro Waquim busca a instalação do ID Jovem para Timon

Em Brasília, vereadora professora Socorro busca a instalação do ID Jovem para Timon
Vereadora Socorro Waquim (PMDB) e o Secretário Nacional da Juventude, Assis Filho
Em missão oficial em Brasília, representando o Poder Legislativo de Timon, a vereadora Professora Socorro (PMDB), foi recebida nesta quarta-feira (09) pelo Secretário Nacional da Juventude, Assis Filho, em audiência que tratou do cronograma de implantação do programa ID Jovem em Timon, documento criado pelo Governo Federal que possibilita aos jovens de baixa renda acesso aos benefícios de meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos e também a vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual, conforme disposto no Decreto 8.537/2015.

A proposta da vereadora junto ao Secretário Nacional é que os jovens do município de Timon sejam atendidas pelo programa social ainda este ano, por isso, durante a reunião, ficou definida a data de 1º de setembro para a realização de audiência pública para instalação do Programa ID Jovem em Timon.

De acordo com a vereadora, o ID Jovem será implantado em parceira da Secretaria Nacional da Juventude com a Coordenadoria da Juventude de Timon, para tanto, segundo a vereadora existe um entendimento do coordenador Rafael Prenitude que a avaliou a proposta como positiva para a cidade.

Com o ato de buscar investimento junto ao Governo Temer, da qual é aliada e partidária, a vereadora não tem se furtado na luta por recursos e programas em favor da população. Foi dela também a proposta de solicitar ao deputado estadual Edilázio Junior (PV), recursos na ordem de 300 mil reais para a Saúde de Timon.

O ID Jovem atende jovens de 15 e 29 anos que terão maior acesso aos direitos garantidos pelo Estatuto da Juventude – Lei nº 12.852/2013 e, para ter acesso, é necessário que a família tenha renda mensal de até dois salários mínimos e inscritos no Cadastro Único do Governo Federal, com informações atualizadas há pelo menos 24 meses; além de estar inscrito no Cadastro Único do Governo Federal, bem como ter o Número de Identificação Social, que pode ser adquirido nos Centro de Referência de Assistência Social – CRAS. (Assecom/CMT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário