Anuncie aqui

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Timon: "Não podemos brincar com a saúde das pessoas", denuncia vereadora Cláudia

"Mulher está sangrando há 5 meses sem conseguir atendimento pactuado com a saúde do Piauí", denuncia vereadora
Vereadora Professora Cláudia Regina (PMB)
Durante pronunciamento na tribuna da Câmara Municipal, a vereadora Professora Cláudia Regina (PMB), clamou, em sessão ordinária desta quarta-feira (20), pela atenção das autoridades do Estado do Piauí: Governo do Piauí e Prefeitura de Teresina. Ao se pronunciar, a parlamentar relatou o caso de uma mulher que está há cinco meses sangrando, correndo risco de ser diagnosticada com câncer porque os hospitais de Teresina se recusam a atendê-la para o tratamento adequado. 

Na ocasião, a vereadora também lamentou o fato de Timon não ter tratamento específico para tratar ou detectar a doença. Segundo ela, mesmo pagando, os pacientes de Timon não estão recebendo o devido respeito da saúde do Piauí. “Nós não podemos brincar com a saúde das pessoas. O município de Timon tinha um gargalo há anos que era com relação aos pacientes serem atendidos em Teresina. O governador, inerente da questão política, fez o seu papel, fez a pactuação", desabafou a parlamentar. 

Segundo Cláudia, apesar de o município fazer sua parte através dos PSFs, que encaminham a mulher para o Centro de Atenção à Saúde da Mulher (Caism), onde é detectado a necessidade de cirurgia e é encaminhada à Central de Regulação do Município, a regulação do Estado não vem atendendo as mulheres do município.

Ao relatar de forma emocionada o caso, professora Cláudia  denunciou que a paciente está há cinco meses sangrando e aguardando por um atendimento junto a regulação do estado do Maranhão. Ela informou, ainda, que o secretário de saúde de Teresina esclareceu que todas as regulações feitas com o Estado do Maranhão estão suspensas, "pois tem algo errado", fato que despertou a revolta da vereadora.

Ao finalizar o discurso, professora Cláudia conclamou os demais vereadores a marcarem uma audiência pública, em caráter de urgência, para tratar sobre a regulação dos pacientes de Timon feita pelo governo do estado do Maranhão, que está repassando o dinheiro para a saúde do Piauí, mas que, segundo a vereadora, estão priorizando somente os casos de Teresina. (Asecom/CMT) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário