Anuncie aqui

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Vereador Anderson Pêgo faz duras críticas a Saúde de Timon

Vereador Anderson Pêgo (PRB)
Na sessão desta quarta-feira (27), ao citar a boa condução dos trabalhos durante a Audiência Pública pelo vereador presidente da Comissão de Saúde o médico Luiz Firmino de Sousa Neto (Tuá), realizada na última terça-feira (26) na Câmara de Timon, onde o secretário Márcio Sá, da Saúde, prestou contas das ações e investimentos no setor, o vereador Anderson Pego (PRB), não se fez de rogado ao afirmar que o vereador “colocou os desequilibrados do governo nos seus devidos lugares”, disse o vereador.

“A desequilibrada Daniele Coimbra, que veio xingar vereador aqui na galeria é  típico do governo mandar pessoas para cá para gritar, para xingar vereadores...veio chamar vereador aqui de palhaço...o vereador está aqui, vereador José Carlos é na defesa do povo e o vereador Tuá muito bem pronto, mesmo sendo aliado do governo, colocou a funcionária no seu lugar, dizendo que aqui não é circo, dizendo que aqui é um local que merece respeito, aqui é a instituição Câmara Municipal de Timon. E palhaçada é isto aqui onde a gente coloca as denúncias nas redes sociais E e a população vai e se manifesta”, disse o vereador.

“Na semana passada aconteceu um caso revoltante, a mãe de uma amiga minha apresentou um quadro de AVC levaram-na para o Hospital do Parque Alvorada, onde passou uma semana, quando já se encontrava quase sem vida foi encaminhada para UPA (de Timon) e lá faleceu. As autoridades de Timon que me respondam: qual o hospital preparado para receber pacientes com AVC aqui em Timon. Secretário Márcio Sá, não venha com conversa da carochinha aqui não, responda a essa cidadã que teve um ente querido de um amiga morta porque Timon não tem capacidade de receber uma pessoa com AVC. A paciente precisava de atendimento em Teresina, porque as pessoas que estão à frente da saúde não encara de frente”, disse Anderson.

“Aqui não é o vereador Anderson Pego não, é o relato de uma cidadã revoltada com a situação da saúde de Timon, onde todos tiveram que se reunir para se transferir um jovem para Teresina. Quer dizer que todas as pessoas de Timon que precisarem de atendimento médico em Teresina, Caxias ou qualquer outro lugar que seja, vamos ter que mobilizar a cidade. Essa é  a realidade de Timon hoje que querem tapar com propaganda de cinco milhões de reais...enquanto a saúde do timonense definha...A denúncia é da população do bairro Mateuzinho que quer remédio, do Novo Tempo que quer médico, do Sucupira, do São Francisco que quer médico...”, criticou Anderson.

“Cadê os médicos, o secretário disse que a gente é quem tem que ir atrás dos médicos. Eu não quero crer e acho que foi um deboche dele, porque que ele não faz uma campanha usando os cinco milhões da prefeitura pra trazer médico, para aumentar o salário do médico, mas não... Esse é o governo Leitoa que manda os funcionários da prefeitura para estar aqui chamando o vereador de palhaço, incitando, os desequilibrados, mas a mulher morreu porque o secretário não teve a capacidade de leva-la para ser atendida fora de Timon e ainda ele diz que gastou quase 7 milhões em média e alta complexidade, pois eu desafio a mostrar com que ele gastos esses 7 milhões”, pois é Timon é quase zero esse atendimento”, denunciou Anderson.

Nenhum comentário:

Postar um comentário