Anuncie aqui

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Madeira garante que PSDB no Maranhão sofrerá intervenção

“Claro que vai ter intervenção”, diz Madeira sobre o PSDB
Gilberto Léda - O ex-prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira comentou hoje (3), em entrevista à Rádio Mirante AM, o desafio feito pelo vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão, para ele e o senador Roberto Rocha disputem no voto, em convenção marcada para o dia 11 de novembro, o controle do PSDB no Maranhão.

Madeira disse que não há como disputar contra Brandão porque ele aparelhou a sigla com empregados do governo Flávio Dino (PCdoB) e garantiu que, por conta disso, haverá mesmo intervenção nacional.

“Claro que vai ter a intervenção. É impensável o PSDB do Maranhão estar num palanque onde ele será maltratado, onde é chamado de golpista, de futi, num palanque que vai apoiar os vermelhos”, disse.

O ex-prefeito deu, ainda, um conselho aos adversários internos.

“O membro do PSDB que quer apoiar o Flávio Dino, que quer apoiar o Lula, ou o sucedâneo do Lula, no lugar do PSDB, que vá para o PT, para o PCdoB, para o PDT. Tem muito partido de esquerda para eles. O lugar deles não é o PSDB”, disse.

Ele condenou o fato de o partido ter-se transformado em “linha auxiliar” do PCdoB no Maranhão.

“Eu soube que fizeram uma reunião, que estavam revoltados. O PSDB do Maranhão não pode ser uma ilha, um antro comunista. O PSDB do Maranhão será um partido afinado com o PSDB Nacional que, por isso, está fazendo a intervenção no Maranhão. [O PSDB do Maranhão] é um partido amilhado, amestrado, a propósito, um partido desmoralizado, porque é um partido feito para apoiar o comunismo e não parta apoiar a social democracia”, completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário