Anuncie aqui

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Em Audiência Pública, Câmara de Timon discute Direitos das Pessoas com Deficiência e implantação do Projeto Travessia

Na manhã desta quinta-feira (7), a Câmara Municipal de Timon realizou uma importante Audiência Pública. O objetivo foi discutir sobre acessibilidade e os direitos das pessoas com deficiência. Na ocasião, também se discorreu sobre a implantação do Projeto Travessia, do governo do Estado, em Timon.

Estiveram presentes os vereadores Uilma Resende (PDT), Anderson Pêgo (PRB), dr. Tuá (PMN), Henrique Júnior (Podemos), Felipe Andrade (PDT), Celso Tacoani (PCdoB), professora Socorro (PMDB), Coca do Matapasto (SD), José Carlos Assunção (PSB), Jair Mayner (PSB), Chagas Cigarreiro (PSB), Ivan do Saborear (PTB) e Helber Guimarães (PEN). Também participaram o deputado estadual Rafael Leitoa (PDT); o Presidente da Agência de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos do Governo do Maranhão, Lawrence Melo Pereira; o Secretário Municipal de Governo, João Batista Lima Pontes; o Presidente da ADEFICTI, Silvino Carneiro; o Promotor de Justiça da Comarca de Timon, Giovanni Papini, além de autoridades locais e representantes  de diversos segmentos das Pessoas com Deficiência.

Ao iniciar os discursos, o Promotor de Justiça ouviu as solicitações das pessoas com deficiência que se pronunciaram e elencou várias ações que serão implantadas a fim de garantir os direitos. Na oportunidade, ele também destacou o papel do Ministério Público no monitoramento aos órgãos públicos. Já o presidente da MOB garantiu que o projeto Travessia, que consiste na utilização de veículos adaptados para cadeirantes e seus acompanhantes de forma gratuita, será implantado em Timon ainda nos primeiros meses do próximo ano. 


Representando o prefeito de Timon, o secretário Municipal de Governo esclareceu os critérios que estão sendo tomados para disponibilizar maior acessibilidade nos órgãos públicos do município; enquanto o presidente da ADEFICT relatou as dificuldades enfrentadas pelas pessoas com deficiência de Timon. Ao fazer uso da palavra, a vereadora professora Socorro sugeriu que fossem oferecidas devidas análises sobre a presente situação no tocante aos investimentos para a problemática discutida. Afirmando que as pessoas com deficiência não são doentes, e sim pessoas normais  com a qualificação de um CID, o vereador Henrique Júnior fez críticas sobre a falta de acessibilidade em determinados órgãos de Timon, bem como a falta de sinais sonoros. Os procedimentos que estão sendo feitos pelo Estado do Piauí na garantia de acessibilidade às minorias, foram pontuados pelo vereador Helber Guimarães, que  solicitou à Diretora do Centro Maria do Carmo Neiva que converse com os motoristas do ônibus e veja a situação de cada uma das mães que tem filhos usuários de transporte público.

Finalizando a Audiência, o vereador Jair Mayner discorreu sobre a política de estudo da mobilidade urbana do Município de Timon. Segundo ele, a principal avenida da cidade é contemplada com vários caminhões, dando assim a impossibilidade de acesso. Posteriormente, o parlamentar esclareceu sobre as trocas de semáforos e a troca que será feita no semáforo da ADEVITI. (Assecom/CMT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário