Anuncie aqui

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

13º salário deve injetar R$ 211,2 bilhões na economia

Segundo levantamento do Dieese, 84,5 milhões de brasileiros devem receber o abono
O pagamento do 13º salário deve injetar R$ 211,2 bilhões na economia até dezembro deste ano, conforme estimativas divulgadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estutdos Socioeconômicos (Dieese). O valor representa cerca de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

O 13º deve ser pago, de acordo com a lei, até o dia 20 de dezembro. No entanto, várias categorias recebem adiantamento do valor, que tem média de R$ 2,3 mil, em uma primeira parcela paga em novembro. Aposentados e pensonistas do INSS já receberam a parcela entre agosto e setembro deste ano. A segunda parcela desse grupo cai a partir de 24 de novembro.

Cerca de 84,5 milhões de brasileiros devem ser beneficiados pelo pagamento do 13º salário — 57,6% desse total são de trabalhadores do mercado formal, como empregados domésticos com carteira de trabalho assinada. Aposentados e pensionistas da Previdência Social representam 34,8 milhões, ou 41,2% do total. Aproximadamente 1,2% do total são aposentados e benefíciarios de pensão da União.
Do valor a ser pago como abono, aproximadamente R$ 139,4 bilhões, irão para os empregados formalizados. Outros 34%, perto de R$ 71,8 bilhões, serão pagos aos aposentados e pensionistas.

Para os assalariados formalizados dos setores público e privado, a maior parcela do montante a ser distribuído caberá aos ocupados no setor de serviços. Empregados da indústria receberão 17,4%; os comerciários terão 13,3%; aos que trabalham na construção civil será pago o correspondente a 3,1%; enquanto 2,1% serão concedidos aos trabalhadores da agropecuária. (Por Diário do Poder, com informações da FolhaPress)

Nenhum comentário:

Postar um comentário