Anuncie aqui

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Casamento Comunitário reuniu 310 casais em Timon

Com a presença de centenas de pessoas entre noivos, convidados e comunidade, um grupo de juízes celebrou a união civil de 310 casais durante casamento comunitário organizado pela Vara de Família da comarca de Timon. A solenidade foi aberta pela juíza titular da unidade, Rosa Maria da Silva Duarte, com a presença do corregedor-geral da Justiça, desembargador Marcelo Carvalho Silva.

Participaram da cerimônia comunitária os juízes da comarca de Timon Weliton Sousa Carvalho, Susi Ponte de Almeida, Raquel Araújo Castro Teles de Menezes, Simeão Pereira e Silva, Rogério Monteles da Costa, José Elismar Marques e Jorge Antonio Sales Leite (Bacabal), que formalizaram individualmente a união civil de cada um dos 310 casais.

A juíza Rosa Maria da Silva Duarte avaliou o casamento comunitário como um projeto que promove a cidadania, e por meio do qual o Poder Judiciário incentiva a formalização da união estável e contribui com o cumprimento do art. 226 da Constituição Federal - que atribui ao Estado o papel de proteger a família como base da sociedade, garantindo sua celebração civil e gratuita. “A própria Constitui atribui ao Estado, para efeito da proteção à família, o reconhecimento da união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento”, observou.

O desembargador Marcelo Carvalho Silva lembrou que o projeto Casamentos Comunitários completou 20 anos no último mês de setembro, idealizado e implantado pelo desembargador Jorge Rachid quando esteve à frente da Corregedoria, e através do qual mais de 120 mil casais já formalizaram a união. “Devemos este projeto a um ato corajoso desse magistrado, um projeto exemplar que promove o exercício da cidadania e o acesso a direitos”, disse.

Conforme a tradição nos casamentos comunitários, a cerimônia foi aberta com a formalização da união civil de Cleide Maria Menezes e Raimundo Gomes de Sousa, casal mais idoso, que disseram “sim” e trocaram alianças perante a juíza Rosa Maria da Silva Duarte, em seguida recebendo a Certidão de Casamento.

A cerimônia civil seguiu com o casamento do casal mais jovem e a celebração individual das uniões dos demais casais participantes. Também participaram do evento os religiosos Frei Ananias e Irmã Rita do Getsemani, do Consulado dos Pobres. As informações são do TJMA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário