Anuncie aqui

terça-feira, 7 de maio de 2019

Timon: mudanças na equipe do prefeito Luciano Leitoa pode ser tentativa de melhorar a imagem do governo

Atravessando seu pior momento a frente da prefeitura de Timon e há pouco mais de 1 ano das eleições municipais de 2020, o prefeito Luciano Leitoa (PSB) tenta resgatar a imagem de sua administração com uma série de mudanças na sua equipe de governo.

A primeira mudança feita pelo prefeito Luciano Leitoa na sua gestão foi na Coordenadoria Geral de Comunicação – CGCOM, a jornalista Susy Sousa substituiu Tarcila Machado. Semana passada, o vereador Chagas Cigarreiro (PSB) deixou a Câmara de Timon para comandar a Superintendência de Limpeza. Alexandre Luz que ocupava a Pasta da Limpeza Pública saiu para comandar o Procon de Timon. Daniel Coimbra deixou a direção do Procon de Timon para comandar a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania. 

A mudança mais recente na gestão Leitoa é aconteceu na Secretaria de Habitação, o vereador Celso Tacoani (PCdoB) deixa a Câmara de Timon para comandar pasta que era ocupada por Hélio Lopes, seu irmão. No lugar de Celso Tacoani assume o suplente de vereador Helder Kaic (PSB).

Apesar das mudanças feitas em sua equipe de governo, o prefeito Luciano Leitoa terá que superar problemas crônicos de sua gestão para conquistar novamente a confiança da população timonense. 

Salários dos terceirizados atrasados, retirada de gratificações dos servidores comissionados, donos de caminhões cobrando pagamentos, saúde precária, ruas esburacadas, uma cidade tomada pelo lixo e mato são apenas alguns dos problemas que à administração do prefeito Luciano Leitoa vem enfrentando.

A fragilidade política de sua base no Poder Legislativo Municipal é outro problema que tem tirado o sono do prefeito Luciano Leitoa, principalmente após seu mais novo aliado, o vereador Francisco Torres (MDB) ter sido derrotado na eleição da Mesa Diretora da Câmara de Timon no início do ano. Atualmente a base de sustentação do prefeito Luciano Leitoa na Câmara de Timon é composta por apenas 9 vereadores dos 21, e já existe informações de bastidores que em breve pode se reduzir a 7 ou 6 parlamentares.

Mesmo com todos esses problemas políticos e administrativos citados acima, Luciano Leitoa tem dito e não pede segredo que seu grupo político vai eleger o seu sucessor nas eleições de 2020.

É aguardar e conferir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário