Anuncie aqui

sábado, 29 de junho de 2019

O que daremos ao Senhor por tantos benefícios?

“Que darei ao SENHOR por todos os seus benefícios para comigo?” (Sl 116:12). O salmo 116 faz parte de uma coletânea de salmos (113 a 118) para serem cantados durante a Páscoa judaica. Eles são louvores a Deus pela salvação da saída do povo judeu do Egito. Faziam parte da comemoração pela libertação.

O autor do Salmo 116 relata sobre os “apuros” que passou, as tribulações e problemas que enfrentou, mas ele não para aí, ele diz em diversas parte que Deus ouviu às suas orações, Deus o salvou, Deus é bondoso e misericordioso. O Senhor o encontrou em meios aos seus problemas.

A pergunta do autor que iniciamos o nosso texto de hoje mostra um desejo de retribuir ao benefício recebido, pois o autor entendia que não era digno de receber nada. Ela mostra gratidão em seu coração. Como falamos na semana passada, gratidão envolve confiança e ser agradável. O autor do texto confiou em Deus e viu a sua salvação.

Em nosso tempo, quando o problema ou situações difíceis batem à nossa porta, muitas vezes nós tentamos fazer tantas coisas para resolvê-los, gastamos as nossas mentes e deixamos nossos pensamos afundarem em preocupações, ansiedade e tristezas. Algumas vezes tentamos buscar um culpado ou em outras vezes agimos precipitadamente sem pensar direito. Quando, na verdade, temos uma luz no fim do túnel em meio a qualquer dificuldade: “Eu amo o Senhor, porque ele me ouviu quando lhe fiz a minha súplica...eu o invocarei toda a minha vida...Então clamei pelo nome do Senhor”.

Para termos uma vida melhor, para sabermos qual melhor escolha a se fazer e para enfrentarmos as lutas diárias o segredo é buscar a Deus, clamar por Ele, suplicar pelo seu auxílio. Ele irá nos direcionar e nos transformará em meio à essas circunstâncias. Mas falar assim parece uma fé interesseira, onde “clama-se ao Senhor quando se precisa”, porém a verdade é que quando o seu coração doer, sua alma estiver triste e difíceis decisões, não pense duas vezes, clame ao Senhor pois Ele nos ama e tem prazer em transformar as nossas vidas!

O salmista entendeu isso, ele sabia que clamar ao Senhor era a melhor solução e seu coração se tornou cheio de gratidão e humildade. Ele sabia que não era digno de tantos benefícios. Por isso a pergunta: “Que darei ao SENHOR?” O próprio autor responde: “Cumprirei para com o Senhor os meus votos, na presença de todo o seu povo.” (Salmos‬ ‭116:14‬). Ele entendeu que dar o seu coração a Deus e que a sua obediência eram suas únicas formas de gratidão.

“O que daremos por tantos benefícios?”

(Vida Melhor com Schnneyder & Doris)

Nenhum comentário:

Postar um comentário