Anuncie aqui

sábado, 25 de abril de 2020

GT criado para projetar efeitos da pandemia provocada pelo novo coronavírus nas Eleições 2020 divulga novo relatório

Na reunião desta quarta (22), integrantes do Grupo discutiram estratégias de divulgação da campanha sobre a regularização da situação na JE, cujo prazo finda em 6 de maio
Na noite desta sexta-feira (24), o Grupo de Trabalho (GT) criado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para projetar os impactos da pandemia provocada pelo novo coronavírus nas atividades ligadas às Eleições Municipais de 2020 divulgou um novo relatório semanal. No documento, os membros do GT reafirmam que, até o momento, a Justiça Eleitoral tem plenas condições materiais de realizar o pleito deste ano. No relatório divulgado no dia 20 de abril, o Grupo já havia adiantado que seria possível cumprir com todos os eventos marcados para este mês.

No último encontro do Grupo de Trabalho, ocorrido nesta quarta-feira (22), foram discutidas, além de questões como licitações e testes de equipamentos, ações estratégicas desenvolvidas pela Assessoria de Comunicação (Ascom) do Tribunal. Com o objetivo de assegurar que os eleitores tomem conhecimento do prazo para regularizar sua situação na Justiça Eleitoral, que finda em 6 de maio, a seção criou spots e vídeos que serão divulgados por emissoras de rádio e televisão em âmbito nacional.

Além da veiculação em massa, a Ascom também prepara uma nova página no Portal da Justiça Eleitoral para contemplar os procedimentos de alistamento eleitoral (para quem não possui título de eleitor), de transferência de município, de alteração de dados pessoais, de mudança de local de votação para facilitar a mobilidade do eleitor e de revisão para regularização de inscrição cancelada.

Confira a íntegra do segundo relatório semanal divulgado pelo Grupo de Trabalho incumbido de projetar os impactos da pandemia nas Eleições Municipais de 2020.

GT

O Grupo de Trabalho (GT), criado no dia 6 de abril pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber, é composto pelo secretário-geral do TSE, Estêvão Waterloo (coordenador-geral do GT); pelo juiz auxiliar da Vice-Presidência, Sandro Nunes Vieira (subcoordenador-geral do Grupo); pelo diretor-geral do TSE, Anderson Vidal Corrêa; pela secretária da Corregedoria-Geral Eleitoral (CGE), Márcia Magliano; pelo secretário de Tecnologia da Informação (STI) da Corte, Giuseppe Dutra Janino; e pelo assessor-chefe da Assessoria de Gestão Eleitoral (AGEL) do Tribunal, Thiago Fini Kanashiro. As informações são do TSE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário