Anuncie aqui

quinta-feira, 25 de março de 2021

Schnneyder: “Não posso continuar no Republicanos se a nacional decidir apoiar o grupo que governa a cidade. Sou oposição"

Em entrevista ao programa Café com Aline Santos, veiculado em um canal do YouTube, na noite desta quarta-feira (24), o candidato a prefeito pelo Republicanos, em Timon, nas eleições 2020, Comandante Schnneyder, afirmou que não tem como continuar no partido caso a nacional decida que a sigla passe a apoiar os Leitoa na cidade. Schnneyder deixou claro que não tem intenção de deixar o Republicanos, mas que o novo direcionamento estadual que o partido está tomando pode ser determinante para que isso aconteça, porque ele é oposição ao governo municipal e tem um alinhamento político com o vice-governador Carlos Brandão.

Durante a entrevista, Schnneyder, que deixou de ser eleito por apenas 375 votos, aproveitou para dizer que, ao invés do tema eleição 2022, as pessoas deveriam discutir a gestão desastrosa que Timon vem tendo nos últimos anos. Segundo ele, o resultado da eleição, onde cerca de 60% do eleitorado não votou na candidata dos Leitoa, mostra a insatisfação da população com o grupo, que já governa há muito tempo. “Dinair é apenas uma continuidade da administração Luciano”, ressaltou. “Se a maioria decidiu por sua eleição, respeitamos, claro. Mas sabemos que a oposição saiu muito mais fortalecida”, destacou Schnneyder. Para ele, a insistência da candidatura da professora Socorro, que todas as pesquisas internas mostravam ser inviável, prejudicou o resultado da eleição. “Jaconias, por exemplo, demonstrou muita humildade, maturidade e sabedoria. Leu as pesquisas e viu que sua adesão aumentava a possibilidade de vitória da oposição”, concluiu.

Outro ponto forte da entrevista se deu quando foi perguntado se acreditava no rompimento do deputado Rafael Leitoa e do vereador Uilma Resende, presidente da Câmara Municipal, com o grupo liderado por Chico Leitoa. Schnneyder foi taxativo ao dizer que não acredita. “Para mim, isso é uma estratégia para que o grupo tente anular a oposição. Não acredito”, afirmou com convicção.

Schnneyder também falou sobre o futuro político e disse que não tem nada definido sobre candidatura; e que o grupo, formado principalmente por ele, Jaconias, Henrique Jr e Leandro Bello, segue forte e unido. Disse ainda que a sede do Republicanos não foi entregue, como adversários espalharam. “Ela apenas foi fechada por conta da pandemia, já que não é salutar promovermos reuniões agora”, explicou. Por fim, o comandante disse que uma decisão, a respeito de partido, será tomada mais à frente e agradeceu à população pela receptividade que teve em sua campanha e que continua tendo em suas andanças no dia a dia. O comandante acaba de assumir a posição de Chefe do estado Maior da Regional da PM em Caxias, estando, portanto, bem mais próximo de Timon.

A entrevista completa pode ser acessada no canal Voz de Timon na plataforma YouTube (AQUI).

Nenhum comentário:

Postar um comentário