Anuncie aqui

segunda-feira, 31 de maio de 2021

Comandante Schnneyder segue incomodando a velha política de Timon

Aliado de primeira hora do vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão, o maior nome da oposição timonense, Comandante Schnneyder, segue incomodando a velha política de Timon e seus seguidores. Candidato a prefeito de Timon nas eleições de 2020, Schnneyder enfrentou os dois tradicionais grupos políticos do município com a mensagem de mudança e desde então vem revolucionando a forma de se fazer política na cidade, mantendo contato direto com a população mesmo que este não seja um ano eleitoral, o que o diferencia de como a velha e cansada política timonense ainda segue sendo feita por alguns grupos.

Nas eleições de 2020 Schnneyder obteve mais de 34 mil votos, o dobro de votos da terceira colocada, a deputada estadual, ex-prefeita e ex-vereadora Socorro Waquim, perdendo a eleição para a candidata do grupo Leitoa, Dinair Veloso, por apenas 375 votos, fato que já entrou para a história política de Timon.

Até o momento não existe nenhuma declaração de Schnneyder sobre qual cargo vai disputar nas eleições de 2022, mas é certo que será candidato, isso ele não esconde para quem o pergunta nas andanças que faz frequentemente pela cidade. Essa indefinição sobre qual cargo Schnneyder vai disputar nas eleições do ano que vem tem gerado várias especulações e incômodo sobre seu futuro político na mídia local e principalmente entre seus adversários.

Entre boa parte dos aliados de Schnneyder é consenso que o caminho político que o militar deve seguir nas eleições de 2022 é uma candidatura para deputado estadual. Esses mesmos aliados acreditam que Schnneyder tem tudo para ser o mais votado da cidade e com grande chance de sair eleito apenas com votação obtida em Timon.

O Blog do Eduardo Rêgo recebeu informações de fontes fidedignas de que Schnneyder vem recebendo vários convites de figuras políticas importantes do Estado com vistas à 2022 e sentou recentemente com um prefeito de uma grande cidade do Estado e o tema da conversa foi exclusivamente política e eleições, mas isso é assunto para outra matéria em breve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário