Anuncie aqui

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Timon: Audiência Pública apresenta metas fiscais do 2º quadrimestre de 2017

Câmara Municipal de Timon - Plenário Deputado José Ribamar Elouf
Na manhã desta sexta-feira (29), foi realizada na Câmara Municipal de Timon, uma Audiência Pública para a apresentação e avaliação do cumprimento das metas fiscais por parte do Poder Executivo Municipal do 2º quadrimestre de 2017.

A audiência foi presidida pelo vereador Ivan do Saborear (PTB), presidente da Comissão de Orçamento e Finanças da Câmara, e contou com a presença do secretário municipal de Administração, Raimundo Alves Lima; os assessores da Controladoria do município, Lucas Campelo e Danilo Menezes; e os vereadores Felipe Andrade (relator da Comissão), Celso Tacoane (PCdoB), Anderson Pêgo (PRB), José Carlos Assunção (PSB) e Guiomar dos Santos (PEN).

Os dados apresentados fazem referência às receitas, despesas, fontes de arrecadação e áreas de destinação dos recursos, assim como as relações entre o orçamento e o volume de despesas já realizadas pelo Município para o cumprimento das metas fiscais dos meses de maio, junho, julho e agosto deste ano. O relatório também aborda os principais indicadores econômicos financeiros elencados pela Lei de Responsabilidade Fiscal, tais como o Resultado da Execução Orçamentária, Despesa com Pessoal, aplicação mínima em Educação e Saúde e o cumprimento das Metas Fiscais.

Ao se pronunciar, o secretário de Administração falou sobre economia e a máquina de custeio, bem como os procedimentos tomados pela gestão municipal no processo de continuidade dos trabalhos. Na ocasião, Raimundo ratificou que o objetivo é que a situação econômica melhore para que, assim, o município possa se desenvolver mais. Ele também pontuou sobre transparência no ato administrativo, de forma que possa compreender o ato, em sua plenitude, e verificar com segurança sua conformação à lei e à moralidade, além de sua efetiva utilidade para o bem comum.

O vereador Anderson Pêgo, ao fazer uso da palavra, fez questionamentos voltados à segurança e saúde e, na oportunidade, expressou sua preocupação a respeito do valor do investimento com a saúde, bem como indagou o secretário sobre a justificativa que o Governo Federal fez para a retirada de R$ 4 milhões do fundo. Já o vereador José Carlos Assunção prestou esclarecimentos a respeito do relatório apresentado. Em seguida falou sobre o avanço da Previdência Social, que segundo ele é importante para garantir direitos dos servidores. Lamentando a ausência da sociedade civil no plenário, o vereador Celso Tacoane destacou a importância da discussão para a sociedade timonense. (Asecom/CMT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário