Anuncie aqui

sábado, 9 de dezembro de 2017

População carcerária do Maranhão é superior a 8,8 mil e 59% dos presos não têm condenação

O Maranhão tem uma população carcerária acima de 8,8 mil pessoas e dispõe de 5,2 mil vagas para acomodá-las, o que lhe dá um deficit carcerário de 3,5 mil vagas e uma taxa de ocupação de 167%.  É o que revela o Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) com base em números do ano passado, divulgado nesta sexta-feira (08) pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça.

O estudo revela que 59% dos prisioneiros do Maranhão estão encarcerados sem nenhum tipo de condenação, uma das mais altas taxas desse tipo de prisão, atrás apenas do Amazonas (64%), Ceará (66%) e Sergipe (65). Quanto à faixa etária dos prisioneiros no estado, 32% têm idade entre 18 e 24 anos; 27% entre 25 e 29 anos; 21% entre 30 e 34 anos; 14% entre 35 e 45 anos; 6% entre 46 e 60 anos; e 1% de 61 a 70 anos.

O estudo mostra também que a grande maioria dos prisioneiros maranhenses, 84%, é de cor negra, 15% de cor branca e 1% amarela.

De acordo com o levantamento, o total de pessoas encarceradas no Brasil chegou a 726.712 em junho de 2016. Em dezembro de 2014, era de 622.202, ou seja, houve um crescimento de mais de 104 mil pessoas. Cerca de 40% são presos provisórios, ou seja, ainda não possuem condenação judicial. Mais da metade dessa população é de jovens de 18 a 29 anos e 64% são negros. 

(Fonte: Maranhão Hoje)

Nenhum comentário:

Postar um comentário