Anuncie aqui

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Em Timon, Policiais Civis protestam contra o novo local para funcionamento da Central de Flagrantes da cidade

A interdição da Central de Flagrantes em Timon (MA), por ordem da Justiça, na última segunda-feira (16/04), tornou-se matéria veiculada no JMTV 1ª edição, da TV Mirante afiliada da Rede Globo. Dois dias depois do fechamento da unidade, policiais civis fizeram um protesto contra o novo local onde está funcionando a Central de Flagrantes da cidade.

A matéria focou na falta de estrutura do 2º Distrito Policial, com espaço reduzido, lotando policiais em uma sala improvisada, além da falta de alojamentos. Até o banheiro será coletivo. Na entrevista, o diretor de Formação Sindical, Neto Waquim, pediu imediatas providências da Secretaria de Segurança Pública em sinal de respeito a população timonense.

Após usar imagens do sindicato para mostrar o caos na Central de Flagrantes, com móveis sucateados, alagamentos e registro de fugas, a reportagem informou que todas essas questões motivaram uma Ação Civil Pública da 2ª Promotoria Criminal de Timon. “Nós detectamos que lá era completamente inviável o funcionamento de um órgão público, em especial, da envergadura da Central de Flagrantes de Timon. Digo isso por que a Central de Flagrantes de Timon, ano passado, de acordo com estatísticas da própria Secretaria de Segurança Pública do Estado do Maranhão, ela foi a Central que mais atuou no Estado do Maranhão. Em número de flagrantes, ganhamos de São Luís e Imperatriz”, declarou Fernando Berniz Aragão, promotor de justiça.

No vídeo, o promotor Fernando Berniz relatou ainda que o antigo prédio era fétido, insalubre e incompatível com a dignidade do cidadão e, em especial, dos servidores da segurança. A promotoria avalia a necessidade de uma nova medida contra a SSP-MA, quanto ao funcionamento improvisado da Central no 2º DP de Timon. Clique aqui  e assista o vídeo. As Informações são do Sinpol-MA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário