Anuncie aqui

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Fim de governo! Atraso de salários marcam o segundo mandato da gestão Leitoa em Timon

O segundo mandato do prefeito de Timon, Luciano Leitoa está em um profundo declínio, repetindo administrações anteriores no município. São salários atrasados, retirada de gratificações dos servidores comissionados, fornecedores cobrando pagamentos, donos de caminhões da coleta de lixo em atraso, além de uma enorme crise política que rachou sua já combalida base de sustentação na Câmara de Timon.

Na sessão da última segunda-feira (23), o vereador Anderson Pêgo (PSDB) durante pronunciamento na tribuna da Câmara repercutiu a situação que funcionários públicos terceirizados de Timon estão passando com os salários atrasados. 

Segundo o líder da oposição, o atraso no pagamento dos servidores que recebem pela empresa Mega-On Soluções Ltda, não pode ser justificado como divulgaram amplamente que a empresa estaria com problemas em certidões.

"Colocaram a culpa na empresa Mega-On, que ela não paga os funcionários porque está devendo R$ 90 mil para a Fazenda, só se for para a fazenda do Luciano Leitoa porque todas as certidões da Receita Federal, do FGTS, da Secretaria de Fazenda e da Dívida Ativa estão em dias. E tem uma história de que a empresa não paga os salários dos terceirizados porque está devendo R$ 90 mil. A empresa vai deixar de receber quase R$ 6 milhões porque está devendo R$ 90 mil? Isso é mentira para enganar os trabalhadores terceirizados da prefeitura de Timon. O prefeito não pagar porque não quer!”, disparou Anderson Pêgo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário