Anuncie aqui

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Sebrae no Maranhão programa 439 ações para 10ª Semana do MEI

Entre 14 e 19 de maio, 51 cidades maranhenses receberão oficinas, palestras, cursos, seminários, rodadas de negócios, consultorias e ações de orientação, que serão realizados em 54 pontos de atendimento.
Entre 14 a 19 de maio, o Sebrae no Maranhão realizará a 10ª Semana Nacional do Microempreendedor Individual (MEI), ofertando mais de 430 ações dentre cursos, oficinas, consultorias, seminários, rodadas de negócios e um encontro de startups em São Luís e muita informação para quem é cadastrado nessa pessoa jurídica.

O objetivo do Sebrae é capacitar MEIs de 51 cidades do Maranhão. Para isso, a instituição terá programação em 54 pontos de atendimento na capital e no interior. Além de capacitação, o Sebrae também orientará essa pessoa jurídica a fazer mais com menos em tempos de crise.

Ao todo, este ano estão programadas 439 ações, sendo 159 oficinas, 116 palestras, 22 cursos, 12 seminários, 3 rodadas de negócios, 126 ações de atendimento, com consultoria e orientação para o MEI, e um encontro de startups. Este volume de ações é quase o dobro do que foi realizado no ano passado, quando foram executadas 248 ações em 37 municípios.

Em Caxias as ações acontecerão na sede do Sebrae, na Unidade Regional em Caxias, Rua São Bendito, 628, Centro. A Unidade promoverá ações também em Timon, por meio do Núcleo de Atendimento Empresarial – NAE Timon, que serão realizadas no SENAC, Avenida Timbiras, 475, Centro. As cidades de Codó, Coroatá, Coelho Neto, Matões e Parnarama também receberão ações na Semana do MEI.  Nesses locais, serão realizadas 23 ações, assim divididas: 13 de atendimento, orientação e consultoria, 13 oficinas e 6 palestras.

O MEI

O MEI é quem trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário. Desde que essa figura jurídica foi criada (pela Lei Complementar 128/2008), já soma 6,8 milhões no Brasil e 82.550 no Maranhão.

Para ser um MEI é necessário faturar até R$ 81.000,00 por ano e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular; também pode ter um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário