Anuncie aqui

terça-feira, 22 de outubro de 2019

A Águia voou para a Série A! Timon vira, bate o Cori em semi e faz final da Segundona contra o Picos

ACESSO INÉDITO! Equipe comemora ida à elite do Campeonato Piauiense 2020 depois de passar por susto no Lindolfo Monteiro, em semifinal contra o Alvinegro de Floriano. Eduardo marca duas vezes e consagra feito histórico

ÁGUIA NA ELITE

O Timon está na elite do futebol piauiense. A Águia Soberana fez seu voo até a Série A do estadual depois de vencer na semifinal da Série B o Cori-Sabbá, por 3 a 2, na noite desta segunda-feira, no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina. Depois do empate em 2 a 2, na cidade de Floriano, os dois times fizeram um duelo empolgante – com direito à virada e sufoco do time da casa. Kamar abriu o placar com 3 minutos de partida. Ainda no primeiro tempo, Leandro Amorim empatou e Eduardo, por duas vezes, fez o 3 a 1. Kamar, de pênalti, descontou. O Cori insistiu, forçou no segundo tempo, mas quem cantou o acesso foi o Timon.

FINAL DA SÉRIE B DEFINIDA

Timon e Picos vão decidir o título da Segundona do Piauiense. Ambos os times garantiram vaga na elite do estadual de 2020. Por ter feito melhor campanha, o Timon decide em casa, no Lindolfo Monteiro, a taça. As datas estão definidas assim: IDA, no Helvídio Nunes, na sexta-feira, dia 25 de outubro, às 20h. VOLTA, no Lindolfo Monteiro, na terça-feira, dia 29 de outubro, às 20h.

CORI APRONTA, MAS EDU VIRA

O Timon soube sair de uma situação adversa no primeiro tempo, muito mérito de uma equipe experiente. Depois de pegar o gol com três minutos de partida de Anderson Kamar, resultado que dava a classificação e o acesso ao time rival, a equipe soube ter um controle emocional que a colocou de volta nos trilhos. Na bola parada, empatou no melhor fundamento: a bola aérea, alçada por Bismarck, cabeçada de Leandro Amorim. Nos últimos cinco minutos, quando o Alvinegro reduziu as subidas ao ataque, o Timon contou com o faro de Eduardo – que marcou duas vezes em menos de dois minutos: aos 41 e 43.

ACESSO NA HISTÓRIA

O Cori não jogou a toalha – apesar da vantagem quilométrica do rival. Para ter a classificação, o time de Floriano precisaria de três gols em 45 minutos. E foi atrás disso. Kamar, de pênalti, fez o segundo gol. Muito mais agressivo, o Cori rondou a área de Jaílson, bombardeado nas bolas paradas por Jader. O Timon ficou no contra-ataque – e esteve bem perto de matar de vez o placar com um velosíssimo João Pedro. Com o avançar do relógio, a Águia Soberana pôs o regulamento debaixo do braço e comemorou o acesso, o primeiro do clube.

(Fonte: globoesporte.globo.com/pi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário