Anuncie aqui

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Teresina registrou alta superior a 100% no turismo em 2019

A capital do Piauí é uma das 30 rotas contempladas pelo programa Investe Turismo e atraiu principalmente viajantes de São Paulo, Brasília e Ceará
Ponte Metálica em Teresina: números reforçam bom momento do Turismo no Brasil. - Foto: Moura Alves/MTur
O turismo em Teresina, capital do Piauí, registrou uma alta de 104,8% em 2019 na comparação com o no anterior, gerando uma receita total de R$ 418,4 milhões, segundo dados da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Teresina (Semdec). A cidade integra o programa Investe Turismo, do Ministério do Turismo, que ajuda as regiões no desenvolvimento e aprimoramento de destinos turísticos no País.

As iniciativas do programa envolvem o melhoramento de atrativos, a comercialização de destinos e o estímulo a investimentos, bem como apoio para o acesso a linhas de crédito e a fontes de financiamento. Além disso, estimula a parceria entre os setores público e privado, na promoção dos serviços turísticos de 30 rotas turísticas estratégicas do Brasil, com foco na geração de empregos.

Desde 2003, o Ministério do Turismo já destinou cerca de R$ 65 milhões a projetos de infraestrutura na capital piauiense. Entre eles, a construção da Ponte Estaiada Mestre João Isidoro França - um dos cartões postais da cidade, com um mirante sobre o rio Poti -, e o Parque da Cidadania, espaço que abriga diversas opções de lazer e proporciona a prática de esportes.

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, destaca a retomada do desenvolvimento do setor na capital. “Tivemos uma queda em 2018, mas em 2019 já percebemos essa recuperação. Isso é decorrente, basicamente, da recessão que o Brasil viveu e que sofremos, principalmente em 2018. Este estudo é importante para perceber também o efeito dos eventos na nossa cidade”, ressalta o prefeito. Consulte aqui a lista de rotas e municípios contemplados pelo programa Investe Turismo.

(Do Governo Federal com informações Ministério do Turismo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário