Anuncie aqui

segunda-feira, 1 de março de 2021

Câmara de Timon recebe ofício para dar início à CPI dos débitos do município

O vereador Juarez Morais (PSC), líder da oposição na Câmara Municipal de Timon, protocolou na manhã desta segunda-feira, 01º de março, o ofício Nº 001/2021, para a instalação de uma Comissão Paramentar de Inquérito (CPI) para realizar a investigação da dívida consolidada líquida da prefeitura municipal de Timon, que soma R$ 192 milhões, conforme relatório do 3º quadrimestre do exercício de 2020, apresentado na Câmara de Timon em audiência pública.

Juarez Morais ressaltou que a instauração da CPI é um papel que cabe aos parlamentares para a investigação de ilícitos e que a população tem o direito de saber por que o débito da prefeitura de Timon saltou de R$ 90 para mais de R$ 192 milhões em um ano.

“Nós protocolamos na Casa o ofício para a instalação de uma comissão parlamentar de inquérito após colhermos as assinaturas de mais de um terço dos vereadores. Estamos instaurando essa CPI porque vimos a necessidade por conta do débito do município ter aumentado de R$ 90 para mais de R$ 192 milhões, mesmo que a receita no município não tenha caído, o que demonstra que há alguma irregularidade junto ao poder executivo através das suas contas e é para investigar esses débitos que essa comissão foi instalada”, pontuou o parlamentar.

Já o líder do governo da Câmara de Timon, vereador Ivan do Saborear, afirma que a instalação da CPI é uma tentativa de tirar o foco do início do trabalho da gestão da prefeita Dinair Veloso e que não há fatos concretos para a instalação de uma CPI.

“Você só pode fazer isso baseado em fatos, em realidade, nós não podemos querer aprovar CPI baseado em suposições. A prefeita Dinair está com 60 dias de mandato e diga-se de passagem, trabalhando muito, e o vereador Juarez, querendo tirar o foco da atenção do trabalho da prefeita, está querendo criar esse fato de uma CPI, só que ele sozinho não vai conseguir isso. A população está de olho na Câmara, a população não é besta, a população não vai deixar que isso aconteça. Ele vai fazer política só no ano de fazer política. Aqui na Câmara os vereadores tem o papel é de trabalhar pela cidade de Timon”, pontuou Ivan do Saborear.

O presidente Uilma Resende informou que regimentalmente os parlamentares possuem o direito de instaurarem uma Comissão Parlamentar de Inquérito e que na próxima sessão a Mesa Diretora irá estabelecer os prazos e nomear os componentes desta CPI.

“Hoje recebemos através do vereador Juarez, líder da oposição, o pedido da instalação de uma CPI para tratar dos débitos da prefeitura de Timon, de acordo com o que foi apresentado aqui nesta Casa pelo próprio contador da prefeitura. É um direito que o vereador tem, que está previsto no regimento interno e nós acatamos o pedido do parlamentar. Na próxima sessão nós iremos nomear os componentes e estabelecer os prazos para a CPI”, informou.

Ofício - Clique na imagem para ampliar

(Assessoria)

Nenhum comentário:

Postar um comentário