Anuncie aqui

quarta-feira, 17 de março de 2021

SEJUD Timon registra crescimento de mais de 30% na produção de atos

Produtividade de Parnarama e Matões superam déficit de pessoal

A Secretaria Judicial Única Digital (SEJUD) do Polo de Timon alcançou, este ano, a marca de mais de 100 mil atos praticados em pouco mais de dois meses de funcionamento. Entre o retorno das atividades forenses em 7 de janeiro de 2021 até a terça-feira (16), foram realizados 106.418 atos processuais pelos servidores da unidade - 75.936 tarefas e 30.482 movimentações processuais. 

A produtividade da equipe da SEJUD, coordenada pelo juiz Weliton Sousa Carvalho, vem apresentando crescimento médio mensal, entre 30 e 40% desde dezembro de 2020 e tem sido considerada, pela direção, como “um grande feito”, principalmente, considerando a inauguração recente da unidade, em 3 de dezembro de 2020.

O desempenho de maior impacto na produtividade tem sido percebido nas varas únicas de Parnarama e Matões, que, mesmo com déficit de servidores em relação à alta demanda processual, tem sido positivo e repercutido no impulsionamento processual e na redução no número de processos parados na secretaria judicial.

Os números são vistos como o resultado do empenho de servidores da SEJUD, que têm se mostrado satisfeitos com o novo ambiente de trabalho e confiantes no projeto da Secretaria Única. Também é creditado às unidades judiciárias atendidas, e seus juízes e secretários, que têm contribuído de sobremaneira para a capacitação dos servidores de acordo com as suas rotinas, bem como orientado e auxiliado na condução das atividades de forma conjunta.

“A ideia é que a SEJUD - Polo Timon se torne uma referência para o interior do Estado, ampliando e uniformizando a prestação dos serviços jurisdicionais. Para tanto, inicialmente foram traçadas estratégias de sanear pastas do sistema PJe que estavam tumultuadas em algumas unidades, algumas com mais de mil processos acumulados, e que hoje estão controladas”, explica o secretário judicial da SEJUD, Paulo Ricardo Maciel.

Atualmente, a SEJUD parte para a etapa de nivelação das unidades e redução no tempo médio de cumprimento processual. A projeção é de que até o meio do ano, a maioria dos atos possa ser cumprida em menos de uma semana, a partir do recebimento dos autos dos gabinetes dos magistrados, e as demandas urgentes sejam imediatamente cumpridas, logo após o recebimento dos processos. As informações são do TJMA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário