Anuncie aqui

quarta-feira, 23 de março de 2022 às 19:57

Projeto Justiça e Cidadania realiza palestra no Fórum de Timon

Etapa do projeto Justiça e Cidadania em Timon

Aconteceu na manhã desta terça-feira, dia 22, mais uma edição do projeto “Justiça e Cidadania – Porque fazer o bem faz bem”, promovido pela 1ª Vara Cível de Timon. Na oportunidade, uma palestra temática foi proferida para as mulheres participantes, ministrada pela juíza Raquel Castro Menezes, titular da unidade judicial e coordenadora do projeto. Na pauta, “A proteção da mulher vítima de Violência”. O evento contou com a participação de cerca de 60 mulheres.

Foram englobados assuntos como os sinais e formas de violência, a dificuldade da mulher sair do ciclo de violência, a proteção estabelecida pela legislação brasileira e a atuação da Rede de Proteção e de Enfrentamento à Violência foram alguns dos aspectos abordados. “O combate à violência doméstica e familiar contra a mulher é um direito e dever de todos, organizações governamentais, não-governamentais e comunidade”, destacou Raquel Castro Menezes.

A juíza ressaltou que, apesar de termos uma legislação considerada como das mais completas em âmbito mundial, o Brasil ocupa o 5º lugar no ranking de países mais violentos contra a mulher, revelando a necessidade da união nesse propósito e incentivo à denúncia dos casos de violência para que essa realidade seja modificada. Houve ainda distribuição de cartilha sobre a violência doméstica, produzida pela Coordenadoria da Mulher/TJMA, distribuição de marcador de página com informações sobre denúncia e ‘violentômetro’, apresentação musical do grupo Beija-flor e sorteio de brindes.

O evento contou também com a presença de representantes de instituições locais, que esclareceram acerca de suas respectivas atuações no contexto da violência doméstica e familiar contra a mulher, a exemplo do capitão QOPM Sousa Neto, do 11° Batalhão da Polícia Militar; a cabo Ana Paula, que integra a Patrulha Maria da Penha; a escrivã Natércia Santana, da Delegacia da Mulher; Aldeneyde Souza, do Movimento de Mulheres de Timon; e Kellyane Gedeon, representante da Secretaria Municipal da Mulher.

Durante a palestra, algumas mulheres vítimas de violência apresentaram testemunhos acerca da assistência exercida pela Patrulha Maria da Penha no município. Todas receberam relatório de seus respectivos processos, que tramitam na 3ª Vara Criminal de Timon.

O Projeto Justiça e Cidadania - Porque fazer o bem faz bem - tem por principal objetivo a aproximação entre Poder Judiciário e sociedade, mediante, dentre outras ações, a realização de eventos com informações e conhecimento à população acerca de seus direitos e deveres. O projeto foi criado em 2011 e as atividades em Timon seguem desde 2021. As informações são do TJMA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário