Anuncie aqui

quinta-feira, 26 de maio de 2022 às 09:15

Judiciário recebe visita do Secretário de Segurança

Diálogo institucional para integração do sistema de segurança entre os poderes foi um dos temas do encontro

A visita teve a presença de todos os representantes dos órgãos vinculados à Secretaria de Segurança - Foto: Ribamar Pinheiro
O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), representado pelos desembargadores Paulo Velten (presidente), Ribamar Castro, (presidente da Comissão de Segurança TJMA) e pelo Coronel Alexandre Magno (Diretor de Segurança Institucional), recebeu, na tarde desta quarta-feira (25), a visita do secretário de Segurança Pública do Estado, Coronel Sílvio Leite, ocasião em que houve um diálogo institucional sobre o sistema de segurança. atuando na sua área e de forma integrada. Um dos nossos objetivos é assegurar a Justiça, a paz social, e isso também coloca nesse eixo a segurança. Reforçamos o

O desembargador Paulo Velten disse que essa visita reforça os laços do Poder Judiciário com o sistema de segurança. “Nós somos especializações do Estado, cada um

compromisso de atuar em conjunto pelo bem da sociedade”, concluiu.

O secretário de Segurança disse que a visita foi para colocar o sistema de segurança pública à disposição do Tribunal de Justiça. “O objetivo é que a sociedade veja não só o sistema de segurança pública, quanto o Poder Judiciário, integrados. Nós devemos andar irmanados sempre em prol do benefício da população. Essas parcerias institucionais são importantes. Quem ganha somos nós, mas, em especial, quem mais ganha é a sociedade”, finalizou. 

Participaram da reunião, o secretário-Chefe do Gabinete Militar, Coronel Aldrin; o delegado-geral de Polícia Civil do Maranhão, Jair Paiva; o comandante-geral da Polícia Militar do Maranhão, coronel Emerson Bezerra da Silva; comandante- geral do Corpo de Bombeiros do Maranhão, Coronel Célio Roberto; Perita Geral, Ane Kelly; o diretor-geral do Detran, Hewerton Pereira; o subcomandante-geral, coronel Aritanã Lisboa. As informações são do TJMA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário