Anuncie aqui

domingo, 6 de setembro de 2020

Disputa dura em Imperatriz, S. J. de Ribamar, Timon e Paço do Lumiar e sinal de reeleição em Caxias

A corrida sucessória começa a se definir nos cinco maiores municípios maranhenses além da Capital. Em quatro, há disputas renhidas, com desfechos imprevisíveis, e em um, todos os sinais indicam o caminho da reeleição.

Em Imperatriz não há favoritismo largo entre o prefeito Assis Ramos (DEM), o deputado Marco Aurélio (PCdoB), o ex-prefeito Sebastião Madeira (PSDB) e o também ex-prefeito Ildon Marques (PP). Para quem conhece bem os humores eleitorais da Princesa do Tocantins, as avaliações só terão sentido quando houver certeza quanto à elegibilidade de Ildon Marques.

Em São José de Ribamar, depois da entrada atropeladora do ex-prefeito Júlio Matos (PSDB), esmagando a vantagem inicial do prefeito Eudes Sampaio (PTB), o cenário começa a sofrer uma lenta, mas evidente, reviravolta, que se dá com a entrada para valer do ex-prefeito Luís Fernando Silva na campanha do prefeito e do senador Weverton Rocha incentivando o candidato do PDT num projeto que envolve sua candidatura do Governo do Estado em 2022.

Em Timon, ao contrário do que previam os observadores mais atentos, a candidatura do coronel/PM Hormann Schnneyder (Republicanos), vem mantendo largo favoritismo e recebendo apoios fortes, como o do PSDB – que ali é comandado pelo ex-deputado Alexandre Almeida, e do PROS, levado pelo ex-deputado federal Gastão Vieira em pessoa. Não será surpresa se o Grupo Leitoa, comandado pelo prefeito Luciano Leitoa (PSB), e seu pai, o ex-prefeito Chico Leitoa (PDT), tomarem decisões surpreendentes nas próximas semanas. O ponto de equilíbrio em Timon está sendo a candidatura da ex-prefeita Socorro Waquim (MDB).

Em Caxias, apesar de muito zunzum, o prefeito Fábio Gentil (Republicanos) vai nadando de braçada na direção da reeleição, com larga vantagem sobre o adversário mais forte, o deputado estadual Adelmo Soares (PCdoB), que tem o apoio do Grupo Coutinho. Ali todas as apostas apontam o prefeito como favorito e sem risco de reviravolta.

A situação em Paço do Lumiar é rigorosamente indefinida e imprevisível. A prefeita Paula da Pindoba (Solidariedade), que não é nenhum gênio político, mas conhece como poucos as entranhas eleitorais do município, vai tentando consolidar eu projeto de reeleição.  Tem no seu encalço o candidato Fred Campos (PL), que ganha corpo turbinado pelo apoio do deputado Josimar de Maranhãozinho. No momento, o cenário é de completa indefinição, com muitos observadores acreditando que tudo vai depender da posição a ser adotada pelo prefeito afastado Domingos Dutra (PCdoB).

(Fonte: Coluna Repórter Tempo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário