Anuncie aqui

segunda-feira, 13 de dezembro de 2021 às 14:53

Felipe Camarão deixa a corrida aos Leões, mas sai com robusto cacife político

O secretário Felipe Camarão (Educação) decidiu arquivar seu efêmero, mas estridente e rumoroso, projeto de sair candidato do PT ao Governo do Estado. A decisão foi tomada depois que o governador Flávio Dino bateu martelo em apoio à pré-candidatura do vice-governador Carlos Brandão (PSDB). 

Com a movimentação, Felipe Camarão deu um show de argúcia política, conseguindo, em pouco tempo, criar uma situação que lhe abriu as portas para uma candidatura promissora à Câmara Federal, uma seara onde a disputa será renhida pelo poder de fogo político e eleitoral de parte dos pré-candidatos, a começar pelos atuais membros da bancada, alguns do quais são pesos pesados, e de interessados, como a ex-governadora Roseana Sarney (MDB), por exemplo. 

Depois de surpreender ao migrar do DEM para o PT, onde foi recebido como uma estrela, Felipe Camarão surpreendeu o mundo ao se lançar candidato a candidato do PT ao Governo do Estado. Nos meses em que sustentou o projeto, ocupou todos os espaços, mexeu com os demais pré-candidatos e sacudiu o seu próprio partido, que chegou a considerar a confirmação do projeto de candidatura. A reunião do dia 29 de novembro, porém, tirou o trem neopetista dos trilhos e tornou inviável a rota pretendida. 

Felipe Camarão entrou forte nessa jogada e saiu mais forte ainda, tendo praticamente consolidado os espaços políticos para trabalhar sua candidatura a deputado federal, ganhando de quebra a estatura de um bom nome do PT para a vaga de candidato a vice-governador.  Coincidência ou não, sua primeira manifestação como ex-candidato a candidato foi uma declaração de apoio ao vice-governador Carlos Brandão.

(Da Coluna do Repórter Tempo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário