Anuncie aqui

sexta-feira, 31 de janeiro de 2020 às 17:40

Timon: 70% não votam em candidato apoiado por Luciano Leitoa, aponta pesquisa

A pesquisa do Data Max divulgada ontem (30) pelo Blog do Gilberto Léda – que mostra o Coronel Schneyder liderando as intenções de votos para prefeito de Timon (reveja) – traz um fato preocupante para os aliados de Luciano Leitoa (PSB): segundo o levantamento, mais de 70% dos entrevistados dizem não votar num candidato eventualmente apoiado pelo atual prefeito.

Quando se pergunta ao eleitor timonense, “Independente de quem seja, o(a) Sr(a) Votaria em um Candidato a Prefeito de Timon – MA, apoiado/ indicado pelo Atual Prefeito / Luciano Leitoa? (ESTIMULADA)”, o resultado foi o seguinte:

Não votaria 70,22%;
Sim votaria 25,44%;
Não Sabe/ Não Opina – Espontânea 4,34%.


A pesquisa do Instituto Data Max tem registro de número MA-08866/2020 e ouviu 507 eleitores timonenses entre os dias 8 e 12 deste mês. O intervalo de confiança é de 95%, com margem de erro de 4,35 pontos percentuais, para mais ou para menos.

(Do Blog do Gilberto Léda)

Novo valor do salário mínimo começa a vigorar amanhã

Valor foi fixado pelo governo em R$ 1.045
Marcello Casal JrAgência Brasil
Começa a vigorar amanhã (1º de fevereiro) o novo valor do salário mínimo. A medida provisória que fixa em R$ 1.045 o salário mínimo foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (31). De acordo com a MP, o valor diário do salário mínimo ficará em R$ 34,83; e o valor por hora, em R$ 4,75.

Estimativas divulgadas pelo governo apontam que cada R$ 1 a mais no salário mínimo resulta em um aumento de R$ 355,5 milhões nas despesas públicas. Ao todo, o reajuste do salário mínimo de R$ 1.039 para R$ 1.045 terá impacto de R$ 2,13 bilhões para o governo neste ano. Isso porque o mínimo está atrelado a 80% dos benefícios da Previdência Social, além de corrigir o Benefício de Prestação Continuada (BPC), o abono salarial e o seguro-desemprego, entre outros.

Além disso, há um impacto de R$ 1,5 bilhão decorrente da elevação do valor do salário mínimo em relação ao valor original enviado no Orçamento de 2020, de R$ 1.031.

Até o ano passado, a política de reajuste do salário mínimo, aprovada em lei, previa uma correção pela inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país).

Esse modelo vigorou entre 2011 e 2019. Porém, nem sempre houve aumento real nesse período porque o PIB do país, em 2015 e 2016, registrou retração, com queda de 7% nos acumulado desses dois anos.

Na semana passada, o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, informou que o projeto de lei com a nova política de correção do salário mínimo incluirá uma mudança no período usado para definir os reajustes.

Segundo ele, em vez do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior fechado, de janeiro a dezembro, o governo pretende usar o índice entre dezembro do ano anterior e novembro do exercício atual para calcular o valor do mínimo para 2021.

Rodrigues acrescentou que a medida tem como objetivo prevenir situações como a deste ano, em que o salário mínimo primeiramente foi reajustado para R$ 1.039 e depois aumentou para R$ 1.045, porque a alta dos preços da carne fez o INPC fechar o ano além do previsto.

O sistema é semelhante ao do teto de gastos, em que o governo usa o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de julho do ano anterior a junho do exercício atual para corrigir o limite das despesas federais para o ano seguinte. Segundo Rodrigues, a mudança terá pouco impacto prático no valor final para o salário mínimo, mas dará mais transparência aos reajustes e mais previsibilidade para o governo e para os trabalhadores. As informações são da Agência Brasil.

Eleições 2020: Bruno Silva já lidera pesquisa em Coelho Neto

Menos de duas semanas que o ex-prefeito Soliney Silva desistiu da pré-candidatura, o filho dele Bruno Silva (PP), já lidera a primeira pesquisa de opinião pública em que seu nome aparece de forma oficial.

É o que revela a Pesquisa Jales divulgada nesta quinta (30), a segunda pesquisa de opinião pública divulgada esse ano para avaliar o cenário da cidade. Na pesquisa estimulada Bruno Silva aparece com 27, 67% seguido de Albino Klauberth com 25%.

O atual prefeito Américo de Sousa (PT), aparece em terceiro lugar com 11,67%.

A pesquisa tem registro registro no Tribunal Regional Eleitoral MA-4828/2020. A pesquisa entrevistou 300 pessoas com grau de confiança de 95% com margem de erro de 5,5% para mais ou para menos.

Confira o resultado no gráfico abaixo. (Do Portal Gaditas)


Polo de Timon: Inscrições no Curso de Segurança Institucional II serão realizadas de 3 a 7 de fevereiro

A Escola Superior da Magistratura (ESMAM) abre o calendário de cursos 2020 com inscrições, de 3 a 7 de fevereiro, para a Formação Continuada em Segurança Institucional – módulo II (nível avançado), destinada aos juízes do Tribunal de Justiça que atuam nos polos de Timon e regiões próximas. As atividades acontecerão no período de 18 a 20 de fevereiro, no Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Piauí (BOPE/PMPI), em Teresina. 

Serão abertas 10 vagas para pré-inscrição pelo sistema acadêmico Tutor, exclusivamente para magistrados que já concluíram o módulo I. O deferimento das inscrições estará sujeito a avaliação da Comissão Permanente de Segurança Institucional do Tribunal de Justiça do Maranhão - responsável por supervisionar a realização do curso, juntamente com a Diretoria de Segurança Institucional e o Gabinete Militar do TJMA. O deslocamento e diárias decorrentes da participação na formação serão de responsabilidade de cada candidato.

POLÍTICA DE SEGURANÇA

Com 25 horas de duração, a capacitação faz parte da Política Nacional de Segurança no Poder Judiciário e abordará sobre a segurança de magistrados; política penitenciária, inteligência penitenciária, atuação das organizações criminosas, inspeções judiciais em estabelecimentos penais, além da prática de tiro defensivo.

As atividades de nível avançado compreendem a adoção de estratégias e técnicas de autodefesa que auxiliem os juízes na proteção de sua integridade, por meio da priorização de condutas de segurança preventiva nas mais diversas situações do dia a dia e do trabalho, além de aperfeiçoar os conhecimentos adquiridos na primeira fase do treinamento.

INSTRUTORES

Participam como instrutores o diretor de Políticas Penitenciárias do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Sandro Abel Souza Barradas; e os agentes de Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Paulo Roberto Tavares Brandão - diretor-adjunto da Divisão de Operações Especiais e Rômulo Passos de Lima - chefe da seção de capturas da Divisão de Custódia e Polinter, ambos lotados no Departamento de Atividades Especiais.

COMISSÃO

A ação é uma iniciativa da Comissão Permanente de Segurança Institucional do Tribunal de Justiça do Maranhão, presidida pelo desembargador Raimundo José Barros de Sousa. O diretor de Segurança e do Gabinete Militar do TJMA, tenente-coronel Alexandre Magno, coordena a parte operacional do curso.

“O treinamento integra mais uma ação do planejamento estratégico de segurança institucional do Tribunal, com o intuito de proporcionar aos juízes o melhor desempenho de suas atividades, de forma segura, tendo em vista o alto índice de magistrados que trabalham sob ameaça. Essa formação é de extrema relevância para a vida profissional dos magistrados”, pontua o desembargador Raimundo Barros.

No total, sete turmas do Curso de Segurança Institucional foram formadas. Nas anteriores cerca de 200 magistrados das esferas estadual e federal, membros do MPMA e Defensoria foram capacitados, nos polos de São Luís, Imperatriz e Caxias, com metodologia específica, que consiste na formação para compreender a atual situação de vulnerabilidade do Poder Judiciário e conhecer os principais protocolos de segurança adotados na proteção de magistrados. As informações são do TJMA.

Eleições 2020: Pesquisa aponta liderança do Coronel Schnneyder em Timon

A terceira maior cidade do Maranhão parece buscar uma alternativa à disputa histórica entre os grupos Leitoa e Waquim. Passando pelo meio dessa briga e impulsionado pelo sentimento de insegurança e de mudança da população de Timon, aparece o nome do Tenente Coronel Hormann Schnneyder.

CENÁRIO 1: COM RAFAEL CANDIDATO DO PREFEITO

Em pesquisa encomendada pelo Política Dinâmica ao Instituto DataMa(x), o “Comandante Schnneyder” (sem partido) dispara na liderança das intenções de voto para prefeito em Timon, pontuando com 28,40% em cenário estimulado. Em segundo lugar, o ex-deputado estadual Alexandre Almeida (PSD), com 18,74%, seguido pelo deputado estadual Rafael Leitoa (PDT) com 18,15%.

A ex-prefeita e atual vereadora Socorro Waquim (MDB) alcança 15,38%, enquanto o advogado Jaconias Moraes (PSC) aparece com 8,48%. O vereador Henrique Junior (PTN) foi lembrado por 6,11% dos entrevistados. Se fossem estes os candidatos, votariam em branco ou anulariam o voto 3,16% dos eleitores. Não souberam responder ou não quiseram opinar 1,58% dos entrevistados.


CENÁRIO 2: COM DINAIR CANDIDATA DO PREFEITO

Quando é trocado o nome de Rafael pelo de Dinair Veloso (atual secretária de Educação de Timon), Schnneyder continua na frente e amplia seu desempenho. O comandante alcança 30,18%, seguido por Alexandre Almeida com 20,71% e a professora Socorro Waquim com 16,77%.

Mais atrás, com 9,86%, aparece Jaconias Moraes. Logo depois, o vereador Henrique Júnior, que pontua com 6,90%.
CENÁRIO 3: APENAS 4 CANDIDATOS

Permanecendo apenas 4 nomes na disputa, Schnneyder pontua com 33,53%. A vereadora Socorro Waquim sobe para a segunda posição, somando 21,89% e ficando à frente do deputado Rafael Leitoa, que aparece com 21,70%. Bem mais atrás, Jaconias Moraes recebe 11,83% das intenções de voto.

Não opinaram ou não souberam responder 5,92% e votariam em branco ou anulariam o voto 5,13% dos pesquisados.
CENÁRIO 4: SOMENTE 3 CANDIDATOS

Em contexto mais restrito de candidaturas, o Comandante Schnneyder dispara, atingindo 40,04% das intenções de votos do eleitorado de Timon. Neste cenário específico, o deputado estadual Rafael Leitoa não alcança mais do que 24,46%, enquanto Jaconias Moraes fica com apenas 15,38% da preferência do eleitorado timonense.

Brancos e nulos somam 10,65%. Não saberiam em quem votar ou não quiseram opinar neste cenário 9,47%.
FICHA TÉCNICA

Número de identificação: MA-08866/2020

Data de início da pesquisa: 08/01/2020

Data de término da pesquisa: 12/01/2020

Entrevistados: 507

A variável renda familiar é ponderada de acordo com as estatísticas do Censo Demográfico IBGE 2010. O intervalo de confiança é de 95% com margem de erro de 4,35% para mais ou para menos.

Empresa contratada/ Nome Fantasia: CNPJ: 11186543000161 – ROGERIO M. P. MOURA – ME / DATA MAX

(Da Coluna do Marcos Melo - POLÍTICA DINÂMICA)

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020 às 16:13

Precatórios: Credores do Estado têm até 14 /02 para manifestar interesse em acordo direto

Foto: Ilustração
O Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão e a Procuradoria Geral do Estado, por intermédio de Resolução Conjunta nº 01/2019, publicada no dia 24 de janeiro, no Diário da Justiça Eletrônico, regulamentaram os procedimentos necessários à realização de acordos diretos entre credores de precatórios, alimentícios ou comuns, relativos às Administrações Direta e Indireta do Estado do Maranhão, em conformidade com os preceitos constantes no art. 102 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, acrescido pela Emenda Constitucional n.º 94/2016 e alterado pela Emenda Constitucional n.º 99/2017.

Com base na referida resolução, a PGE-MA publicou o Edital de nº 01/2019 e convocou todos os credores do Estado, inscritos para pagamento no exercício orçamentário de 2014, para habilitação com a finalidade de formalização de lista para pagamento de precatórios mediante a realização de acordo direto, nos termos da Lei Estadual n.º 10.684/2017, e do Decreto Estadual n.º 34.571/2018.

O credor interessado em realizar acordo direto com o ente estatal deverá protocolizar requerimento (em meio físico) e a respectiva documentação, por advogado habilitado, manifestando intenção formal em aderir aos termos e condições do edital (modelo constante no Anexo Único), no protocolo-geral da Procuradoria Geral do Estado do Maranhão (Av. Presidente Juscelino, Lote 25, Quadra 22, Loteamento Quintas do Calhau, CEP n.º 65.072-280, São Luís/MA) ou no protocolo administrativo do Tribunal de Justiça do Maranhão (Praça Dom Pedro II, s/n.º, Centro, São Luís/MA), até o dia 14 de fevereiro de 2020.

O inteiro teor da Resolução Conjunta e do Edital podem ser acessados no Diário da Justiça Eletrônico (DJE), edição n.º 13/2020, publicado no dia 24/01/2020. 

CONDIÇÕES

Conforme termos do Edital, os credores interessados apresentarão concordância de deságio em 40% sobre o valor total atualizado do precatório (inclusive sobre juros, multas e atualização monetária), bem como das retenções legais referentes às deduções tributárias e contribuições previdenciárias.

A Coordenadoria de Precatórios do TJMA informa que, para a realização dos acordos diretos há recursos disponíveis no montante de R$ 17.596.662,90, bem como que a lista de classificação de credores será publicada no DJE e observará, dentre as adesões deferidas, a antiguidade dos precatórios. Após a publicação da lista, os interessados terão cinco dias para eventuais impugnações, que serão decidas pelo Tribunal de Justiça e, em seguida, realizará a competente homologação e pagamento dos credores. Para maiores informações, entre em contato com a Coordenadoria de Precatórios: (98) 3261-6237.

(Com informações do TJMA)

Prefeitura de Timon contrata empresa para serviços de eventos por mais de meio milhão de reais

A prefeitura de Timon contratou a empresa G J S CASTRO ME por mais de meio milhão de reais para prestação de serviços de eventos para atender a demanda do município através da Fundação Municipal de Cultura. O valor exato do contrato é de R$ 530.060,00 (Quinhentos e trinta mil e sessenta reais). A vigência contrato é de 60 dias após assinatura e sua publicação.

O contrato de N° 05/2020 pode ser conferido aqui.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2020 às 19:23

Pesquisa aponta liderança de Soliney Silva em todos os cenários em Coelho Neto

É importante deixar claro que a pesquisa divulgada nesta terça (28), pelo Instituto Amostragem foi realizada antes do ex-prefeito Soliney Silva (MDB), anunciar desistência em favor do filho Bruno Silva e por isso com seu nome como pré-candidato. Pela pesquisa é possível avaliar diversos cenários do atual quadro político do município.

Quando o eleitor é perguntado que é o maior líder político do município, Soliney Silva lidera com 24%, seguido do prefeito Américo de Sousa 18%, Raimundo Guanabara 5%, Márcia Bacelar 4%, Raimundão 1,67%, Magno Bacelar 1%. Do total Outros 2,65%, Nenhum/Não tem 14,33% e Não sabe/Não opina 30%.

REJEIÇÃO - No quesito rejeição com vários nomes o prefeito Américo de Sousa segue sendo o mais rejeitado com 51,33% seguido de Antônio Pires e Soliney Silva com 13,67% cada um, Albino 12,33%, Luis Serra 11,67%, Antônio Bacelar e Wilson do Baiano 9%, Dr Ricardo e Dr Sampaio 6,33%, Márcia Bacelar e Bruno Silva 6% cada um. Do total Não rejeita ninguém 8,67%, Não sabe/Não opina 8% e Nulo/branco 1,33%.

No cenário de voto para prefeito espontâneo (que é quando o eleitor fala o nome que vem na cabeça), Soliney Silva lidera com 23,33% seguido de Américo de Sousa 9,33%, Márcia Bacelar 7,33% e Luis Serra 3,33%. Também foram citados Albino 0,33%, Antônio Bacelar 0,33%, Bruno Silva 0,67%, Dr Sampaio 0,33%, Dr Ricardo 0,67%, Wilson do Baiano 0,67%, Sillas do Louro 0,33%, Raimundo Guanabara 1,0%, Jademil Gedeon 0,67%, Dr. Magno 1,33%, Raimundão 0,67% e Luis de Carvalho 0,33%.

No primeiro cenário de voto estimulado (quando se cita os nomes dos pré-candidatos), com cinco candidatos Soliney Silva lidera com 49,17% seguido de Albino 20,66%, Américo 15,7%, Antônio Bacelar 8,68% e Antônio Pires 7,79%.

No segundo cenário com quatro candidatos Soliney Silva lidera com 54,01%, seguido de Albino 22,36%, Américo de Sousa 15,61% e Wilson do Baiano 8,02%.

No terceiro cenário com outros candidatos, Soliney Silva lidera com 47,7%, Albino 22,18%, Américo de Sousa 16,32% e Luis Serra 13,81%.

No quarto cenário com outra simulação de candidatos, Soliney Silva lidera com 51,69%, Albino 21,61%, Américo de Sousa 16,53% e Dr Ricardo 10,17%.

Na disputa apenas com dois nomes, Soliney lidera a disputa com 77,93% contra 22,07% do prefeito Américo de Sousa.

Também foi questionado a predisposição do eleitor de votar em Bruno Silva caso o ex-prefeito Soliney Silva não fosse candidato: 75,14% disse que votaria, 15,61% disse que não votaria e 9,25% não sabe/não opina.

Dados

A pesquisa do Instituto Amostragem foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número MA-05764/2020 onde ouviu 300 eleitores entre os 10 a 12 deste mês. O intervalo de confiança é de 95% com margem de erro de 5,54% para mais ou para menos. As informações são do Portal Gaditas.

Saúde: 434 municípios recebem recurso extra para combate a doenças

O Ministério da Saúde repassou R$35,5 milhões para fortalecer as ações de combate à malária, leishmaniose e doença de chagas. Municípios escolhidos registraram mais casos das doenças
Foto: Internet
Doenças transmitidas por vetores, como a malária, a leishmaniose e a Doença de Chagas ainda fazem muitas vítimas no Brasil. Para prevenir e controlar essas doenças, o Ministério da Saúde repassou, no fim de dezembro de 2019, R$ 35,5 milhões em recursos extras para 434 municípios de 24 estados brasileiros. Os locais foram escolhidos por apresentarem maior número de casos das doenças nos últimos anos. Com o recurso extra, os estados e municípios poderão reforçar as ações de vigilância para prevenção, controle e eliminação dessas doenças.

Os 434 municípios contemplados com os recursos extras da Portaria nº 3.775, de 24 de dezembro de 2019 estão nos estados do Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul, Sergipe, São Paulo, Tocantins, Distrito Federal e Espírito Santo.

Para malária, foram considerados municípios prioritários, aqueles que apresentaram 80% da carga da doença, de acordo com os dados do Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Malária (Sivep-Malária) e do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) no ano de 2019 (janeiro a outubro). Neste período, 131,9 mil casos da doença foram confirmados em todo o país.

Os locais prioritários para Leishmaniose visceral foram definidos de acordo com o índice que leva em conta diferentes variáveis, como número de casos e taxa de incidência; gerado pelo Sistema de Informação Leishmanioses nas Américas (SisLeish) da OPAS/OMS. Em 2018, 3,4 mil casos foram confirmados em todo o país.

Para a Doença de Chagas, foram considerados municípios prioritários, levando em conta uma análise de vários critérios, incluindo internação e mortalidade, além de vulnerabilidade para a transmissão vetorial domiciliar e incidência de casos agudos. Em 2018, 380 casos agudos da doença foram confirmados no país. Ainda, foi levada em consideração a estimativa de população do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2018, aplicada aos municípios.

(Por Luísa Schneiders, da Agência Saúde)

FPM: Prefeituras recebem mais de R$ 3 bilhões nesta quinta-feira (30)

Último repasse de janeiro do FPM cai nesta quinta (30); valor mensal teve queda de 12,44%
Foto: Internet
O terceiro decêndio de janeiro do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) será depositado nesta quinta-feira, 30 de janeiro, nos cofres das prefeituras. O valor total soma R$ 3.111.421.606,81, já descontada a parcela de retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Considerando a inflação, o montante de todo o mês é 12,44% menor do que o mesmo período de 2019.

Do total repassado para os Municípios, os de coeficientes 0,6, que representam a maioria – 44,07% ou 2.454 –, vão repartir R$ 770.340.312,79, o equivalente a 19,81% do repasse deste decêndio. Vale destacar que coeficientes de mesmo número recebem quantias diferentes de acordo com o Estado, uma vez que cada um tem um valor de participação no Fundo.

Por exemplo, um Município de coeficiente 0,6 em Mato Grosso receberá o valor bruto de R$ 264.211,59, enquanto um Município da Paraíba receberá R$ 333.341,09, também sem os descontos. Já os Municípios de coeficientes 4,0 (166 ou 2,98%) ficarão com o valor de R$ 498.192.464,80, ou seja, 12,81% do que será transferido nesta semana.

Análise da CNM sobre o FPM de 2020 mostrou preocupação com a gestão fiscal dos Municípios diante da estimativa de queda. Além disso, assim como a maioria das receitas de transferências do país, o Fundo não tem uma distribuição uniforme ao longo do ano, o que exige cautela e planejamento.

Na avaliação do comportamento de cada mês do fundo, percebe-se que há dois ciclos. No primeiro semestre estão os maiores repasses (fevereiro e maio). Já no outro ciclo, de julho a outubro, os repasses diminuem significativamente, com destaque para setembro e outubro.

Confira os valores brutos do repasse do FPM e os respectivos descontos –20% do Fundeb, 15% da saúde e o 1% do Pasep – por Municípios aqui.

(Da Agência CNM de Notícias)

terça-feira, 28 de janeiro de 2020 às 11:34

Municípios recebem neste mês R$ 4,5 bilhões da complementação da União ao Fundeb

Municípios recebem neste mês dois repasses da complementação da União ao Fundeb
Os Municípios e Estados, beneficiados com a complementação da União ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), recebem, ao longo deste mês, dois repasses referentes a esta complementação. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) traz esclarecimentos importantes aos gestores sobre essas transferências que, somadas, chegam ao montante de R$ 4,5 bilhões. Os recursos devem ser creditados no dia 31 de janeiro.

A entidade destaca que o primeiro repasse é do resíduo da complementação ao Fundeb referente a 2019 e totaliza R$ 2,2 bilhões. Já o segundo faz parte do primeiro repasse da complementação federal de 2020 e soma R$ 2,3 bilhões. A CNM lembra que essa situação ocorre somente no mês de janeiro, em razão de serem agregados o repasse normal para o mês e existir um resíduo do ano anterior a ser repassado.

Isso acontece porque, ao longo de cada ano, a União repassa somente 85% do total do valor dessa complementação. Conforme o artigo 6º da Lei 11.494/2007, os 15% restantes devem ser pagos até o dia 31 de janeiro do ano seguinte. Os repasses serão realizados nas contas do Fundeb de Estados e Municípios do Amazonas, Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí. Esses entes têm direito a esses recursos, pois recebem transferências federais do Fundeb a título de complementação.

A CNM ressalta que o resíduo de 2019 apresentou crescimento no valor do repasse. Esse aumento ocorreu por conta do crescimento na arrecadação no ano passado, cuja estimativa desses valores foi publicada no dia 23 de dezembro. Nesse sentido, o presidente da CNM, Glademir Aroldi, orienta os gestores. "É preciso que os gestores municipais acompanhem os lançamentos em suas contas para que o planejamento municipal da área da educação não fique prejudicado", afirmou. Consulte os valores dos repasses da complementação da União para o seu Município: Amazonas, Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí.

(Da Agência CNM de Notícias)

Corregedor-geral realiza audiências públicas para discutir elevação das comarcas de Timon, Imperatriz e Caxias

Com o objetivo de discutir a proposta de elevação das comarcas de Timon, Caxias e Imperatriz para entrância final, o corregedor-geral da Justiça, desembargador Marcelo Carvalho Silva, realiza no mês de fevereiro audiências públicas nos três municípios, para ouvir as populações afetadas. As audiências públicas acontecem no dia 6 de fevereiro, às 10h, na Câmara Municipal de Timon (Avenida Paulo Ramos, nº 110, Centro); no dia 13 de fevereiro, às 10h, na Câmara Municipal de Imperatriz (R. Simplício Moreira, 1185 - Centro); e em Caxias, em data a ser definida.

Para as audiências, foram convocados representantes do Executivo Municipal, Câmara Municipal, Ministério Público estadual, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), Defensoria Pública Estadual, Secretaria de Segurança Pública, ONGs, Sociedade Civil, associações de bairros, juízes, partidos políticos e toda sociedade local, assim como deputados estaduais e federais e senadores ligados aos municípios envolvidos. Os resultados dos encontros públicos serão apresentados aos membros do Tribunal de Justiça do Maranhão.

O desembargador Marcelo Carvalho Silva, corregedor-geral da Justiça, apresentou requerimento ao presidente do Tribunal de Justiça, desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, propondo ao Plenário do TJMA a elevação das comarcas de Timon, Caxias e Imperatriz – atualmente de entrância intermediária – para a entrância final, sob o entendimento de que a medida será uma forma de resolução dos problemas de inconstitucionalidade e ilegalidade de que padece o art. 42-A do Código de Divisão e Organização Judiciárias do Estado do Maranhão – prática popularmente chamada de “promoção bate e volta”.

De acordo com o documento, a proposta tem o intuito de aprimorar os serviços judiciários no Estado do Maranhão, por meio da alteração legislativa de cunho organizacional da Justiça estadual, visando a que sejam compostos, pela própria Corte, os questionamentos decorrentes da aplicação desse sistema de promoções dos magistrados de primeiro grau, introduzido pelo art. 42-A do Código de Divisão e Organização Judiciárias.

“Desde fins do ano de 2018 venho, na condição de Corregedor-Geral da Justiça do Estado do Maranhão e também como membro do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado, buscando que sejam resolvidos os graves efeitos legais negativos, decorrentes da introdução, no Código de Divisão e Organização Judiciárias do Estado do Maranhão, do art. 42-A, obra da Lei Complementar Estadual nº 188, de 18 de maio de 2017”, observa.

A justificativa explica que, por meio desse dispositivo, passou-se a permitir ao juiz de entrância intermediária, desde que titular de unidade jurisdicional das Comarcas de Timon, Caxias ou Imperatriz (primeiro requisito) — únicas com mais de 150.000 habitantes no termo sede (segundo requisito) —, que, uma vez promovido à entrância final, para o cargo de Juiz Auxiliar da Comarca da Ilha de São Luís, não obstante sua ascensão funcional para ocupar cargo em outra comarca, opte por permanecer na mesma unidade judiciária da qual era titular antes da promoção, contanto que, ademais, tenha exercido, por mais de cinco (5) anos, suas funções judicantes em unidades de entrância intermediária de quaisquer dessas três citadas comarcas (terceiro requisito), voltando a ser titularizado — uma vez concretizada pelo Tribunal de Justiça a sua promoção — na sua mesma unidade judiciária anterior, da entrância intermediária.

Em setembro de 2018, o Pleno do Tribunal de Justiça não acolheu pedido de inconstitucionalidade e ilegalidade levantados pelo corregedor-geral em relação ao dispositivo, porém foi decidido que seriam elaborados estudos legislativos no sentido que fosse encontrada uma solução para a questão legal decorrente da aplicação da norma, sem que, contudo, tenha sido, até o momento, comunicado o andamento desses trabalhos.

Pelo entendimento do desembargador, uma das alternativas que se mostram plenamente viáveis à resolução do problema é a elevação, da entrância intermediária para a entrância final, das comarcas de Imperatriz, Caxias e Timon, “o que, pelo menos a partir da efetivação normativa dessa mudança, solucionaria o descompasso entre a norma estadual e o art. 93, inc. II, da Constituição Federal, o qual exige, nas justiças que adotam o sistema de múltiplas entrâncias, como a deste Estado do Maranhão, que a promoção dos juízes se faça de uma entrância inferior para outra superior, algo que não ocorre com a efetivação das promoções que se realizam com espeque no art. 42-A do nosso CDOJ.”

Para ele, a elevação dessas comarcas terá ainda o “relevante efeito de deixar claro que a Corte maranhense não está alheia à resolução dos problemas legais decorrentes da aplicação do art. 42-A do Código Judiciário e que está se empenhando no propósito de quem sejam eles resolvidos, sem necessidade de que, para tanto, haja determinação externa, administrativa ou judicial, provenientes de órgãos de controle da legalidade (em sentido estrito) dos atos dos tribunais”. As informações são do TJMA.

Pesquisa aponta Gabriel Tenório na liderança em Matões

O advogado Gabriel Tenório (PV) é o líder na primeira pesquisa de intenções de votos para prefeito da cidade de Matões, na Região Leste do Maranhão.

O levantamento foi feito pelo instituto Census, que pagou pela própria pesquisa.
No cenário com as principais lideranças do município, Gabriel Tenório aparece com 38,41% das intenções de votos, seguido pelo atual prefeito, Ferdinando Coutinho, com 33,02%.

A ex-prefeita Suely Pereira – esposa do ex-deputado Rubens Pereira, que recentemente rompeu com os Coutinho -, tem apenas 15,56%.

Tenório também leva vantagem no confronto direto com os dois adversário. Contra Suely, ele chega a 53,02%, contra 32,06% da ex-prefeita.

Já no cenário contra o atual prefeito, Gabriel Tenório chega a 46,67%, e Ferdinando Coutinho, 41,59%.

Já no quesito rejeição, quem lidera é a ex-prefeita Suely Pereira, com 27,3%, seguida por Tenório (24,13%) e Coutinho (20,63%).

A pesquisa do instituto Census foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número MA-08897/2020. Foram ouvidos 315 eleitores em Matões, no dia 17 de janeiro, para uma margem de erro de 5,7 pontos percentuais, para mais ou para menos, e grau de confiança de 95%. As informações são do Blog do Gilberto Léda.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2020 às 20:30

MEC inicia compra de mais de 7,6 mil bicicletas escolares

Veículos voltam a ser ofertados para estados e municípios após nove anos
                                                                        Foto: FNDE
Para facilitar o deslocamento, a bicicleta voltará a ser mais uma alternativa no acesso de estudantes às escolas públicas. Depois de nove anos, o Ministério da Educação (MEC) e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) iniciaram um novo processo de compra de 7.636 bicicletas escolares. As últimas atas para aquisição desse tipo de veículo foram publicadas em 2011.

A bicicleta pode diminuir o esforço diário de alunos que chegam a percorrer a pé, diariamente, de 3 a 15 quilômetros para chegar à escola ou ao ponto onde passa o ônibus escolar, conforme estudos do FNDE. Com os veículos, o MEC tem objetivo de diminuir a evasão escolar e melhorar a qualidade do transporte escolar, principalmente em áreas rurais e ribeirinhas.

Disponíveis em dois tamanhos — aro 20 e 26 —, as bicicletas têm quadro reforçado, selim anatômico, para-lamas, descanso lateral, espelho retrovisor, campainha e refletores. Também são ofertados uma bomba manual para encher o pneu, ferramentas e capacetes de segurança. 

As novas unidades serão adquiridas por meio do programa Caminho da Escola. Desde 2010, o programa conta com a alternativa de utilizar bicicletas para auxiliar os estudantes no trajeto que fazem de casa para a escola e vice-versa. Concebida em 2007, a iniciativa visa renovar a frota de veículos escolares no Brasil e garantir segurança e qualidade ao transporte dos estudantes.


Aquisição – Estados, Distrito Federal e municípios interessados em adquirir as bicicletas devem acessar o Sistema de Gerenciamento de Atas de Registros de Preço (Sigarp) do FNDE. O Registro de Preços Nacional proporciona melhores condições de preços, devido ao alto volume dos produtos licitados. Os entes federativos podem utilizar as atas do FNDE com recursos próprios ou por meio de transferência direta, via Plano de Ações Articuladas (PAR). As informações são do Portal do MEC, por Bianca Estrella.

Timon-PI x Flamengo-PI: tudo do jogo que pode recolocar o Leão no G-2 ou tirar o Soberano do Z-2

Com questões distintas para resolver na tabela do Piauiense, clubes entram em campo a partir das 20h, no Lindolfo Monteiro, em Teresina
Foto: Adelmo Paixão
Fugir do Z-2, a zona de rebaixamento do Campeonato Piauiense, ou voltar ao G-2, a zona de classificação à semifinal. Timon-PI e Flamengo-PI se enfrentam nesta segunda-feira, em Teresina, com pretensões bem particulares no complemento da 3ª rodada do estadual. Cercado de expectativa pelos torcedores de Leão e Soberano, o duelo pode redesenhar uma das duas extremidades da tabela. O Globoesporte.com/piaui acompanha em tempo real o confronto a partir das 20h.

INGRESSOS PARA TIMON x FLAMENGO-PI

- Arquibancada: R$ 15

- Cadeira: R$ 30

- Onde comprar: bilheteria do Lindolfo Monteiro

Passado o sufoco da 2ª rodada com os desfalques criado na estreia, o Timon-PI teve a oportunidade de voltar a treinar com praticamente todo o elenco à disposição no estádio Miguel Lima, em Timon. Os retornos do zagueiro Tonhão e o atacante Oseias dão fôlego aos planos de Nivaldo Lancuna. Contudo, após cumprir suspensão, o lateral Jorge será poupado para recuperar a parte física e, além dele, o clube segue sem poder escalar o atacante Dênis, que se recupera da cirurgia no pé direito após um pisão no jogo da 1ª rodada.

Recém-chegados ao Timon-PI, Flávio (goleiro), Eduardo (atacante), Fábio (volante) e Lua (zagueiro) ainda não foram regularizados e não poderão atuar nesta segunda-feira.

Primeiro clube fora da zona de classificação, o Flamengo-PI precisa golear para assumir a vice-liderança do estadual. Ou vencer por qualquer placar para seguir na cola do Altos, que possui seis pontos. Para isso, o Leão pode contar com novidades na escalação em relação ao jogo passado.

Após cumprir suspensão, Marcos Gasolina está de volta e deve assumir vaga no time titular – o lateral-direito Alexandre França deve retornar ao banco. Além dele, o Leão poderá utilizar pela primeira vez o zagueiro Danilo, regularizado há poucos dias e que também atua como lateral.

A partida entre Timon-PI e Flamengo-PI será conduzida pelo árbitro Djalma Alves de Lima Filho, que terá como auxiliares Alisson Lima Damasceno e Andowilson da Silva Araújo.

TIMON-PI x FLAMENGO-PI – 3ª RODADA DO PIAUIENSE

- Dia: 27/01

- Hora: 20h

- Local: Lindolfo Monteiro, em Teresina

- Árbitro: Djalma Alves de Lima

- Auxiliares: Alisson Lima Damasceno e Andowilson da Silva Araújo

- Onde acompanhar: Globoesporte.com/piaui.

(Do globoesporte.com/pi.)

"Schnneyder conta com nosso apoio, conta com nosso partido", declara deputado federal Cleber Verde

Advogada Doris Andreia, deputado Cleber Verde e Coronel Schnneyder
Em participação especial no último sábado, 25, no programa Tribuna Independente, do radialista Eliésio Silva, o deputado federal Cleber Verde, presidente estadual do partido Republicanos 10, destacou a gestão que o prefeito Fábio Gentil está fazendo no município de Caxias e reafirmou o apoio do partido à pré-candidatura do Comandante Schnneyder em Timon.

"Assim como o hoje prefeito Fábio Gentil fez em Caxias, hoje o Coronel Schnneyder recebe a legenda, sua esposa é a presidente e eles vão dar o rumo que o partido precisa ter em Timon, para que nós possamos ter uma Timon cada vez melhor. Ele conta com nosso apoio, conta com o nosso partido, com a confiança e a seriedade de anos que temos nessa história de luta em favor do Brasil e especialmente em favor do Maranhão", destacou.

O presidente ressaltou ainda que a diretoria do Republicanos em Timon, agora sob a presidência da advogada Dóris Andreia, "tem toda a legitimidade, tem a confiança e a autonomia para organizar a sua estrutura partidária e disputar a eleição". Além disso, Cleber Verde pontuou ainda que Schnneyder terá do partido Republicanos todo o apoio necessário, assim como o prefeito Fábio Gentil teve ao sair candidato, em 2016, numa situação em que enfrentou o governo do estadual, o presidente da Assembleia e o prefeito de Caxias.

Cleber Verde afirmou ainda que o nome do Coronel Schnneyder conta com o forte apoio do presidente nacional dos Republicanos e vice-presidente da Câmara dos Deputados, o deputado federal Marcos Pereira. "O presidente nacional dos Republicanos, deputado Marcos Pereira, já deu a sua palavra sobre a importância da candidatura dentro de Timon ou seja nos precisamos de uma pré-candidatura forte como essa do Coronel Schnneyder, para que nós possamos ajudar, imprimir uma marca assim como a que está sendo colocada bem próximo de vocês, que é a marca da gestão Republicana dentro de Caxias. Nós queremos que o Coronel Schnneyder possa, com fé em Deus, com os resultados positivos que esperamos ter, fazer também um belo trabalho em Timon. Então esse é um compromisso não só da executiva estadual, como também da executiva nacional".

domingo, 26 de janeiro de 2020 às 15:48

Eleições 2020: As dificuldades que estão encontrando os vereadores de Timon

A eleição, marcada para 4 de outubro de 2020, será a primeira em que os partidos não poderão fazer alianças para disputar as câmaras municipais, somente para as prefeituras. 

A chamada janela eleitoral, período em que vereadores podem mudar de partido para concorrer à eleição (majoritária ou proporcional) de outubro sem incorrer em infidelidade partidária que tem início em 5 de março e se encerra em 3 de abril, tem tirado o sono da grande maioria dos parlamentares de Timon.

Dos atuais 21 vereadores de Timon, uma quantidade mínima tem situação partidária tranquila para disputa eleitoral deste ano. Quanto mais se aproxima o prazo final para as filiações partidárias e o fechamento da janela eleitoral, só aumenta a intranquilidade daqueles que não estão conseguindo encontrar guarida numa legenda organizada como também estruturar um partido para para a disputa eleitoral de outubro.

Lideranças políticas do município detentoras do comando de partidos estão optando por organizar suas legendas sem aproximação de qualquer dos atuais 21 vereadores de Timon. "Nossos pré-candidatos acreditam ter mais chances de lograr êxito nas eleições de outubro sem vereadores com mandato no nosso partido", diz uma das lideranças. 

Há relatos de bastidores que alguns vereadores não vão disputar eleição deste ano, outros poderão tentar compor chapa majoritária, além daqueles que devem ir para os partidos que serão a prioridade do governo e neles vão ser meros coadjuvantes, ou seja, sem nenhuma chance de reeleição, mas vão ajudar a eleger os nomes preferidos dos caciques dos partidos.

É aguardar e conferir.

sábado, 25 de janeiro de 2020 às 07:31

"Política do pão e circo": Mais de meio milhão de reais gasto no Zé Pereira de Timon, afirma vereador Anderson Pêgo

Vereador faz duras criticas a gestão do prefeito Luciano Leitoa
Diante dos atrasos de salários de terceirizados, a falta de médicos nos postos de saúde, além de inúmeros problemas relacionados à falta de planejamento da gestão municipal diversos vereadores da oposição têm se posicionado de forma dura em relação aos problemas desta gestão. 

O vereador Anderson Pêgo, que é conhecido pela forma enfática e combativa com que faz oposição, criticou a atitude do prefeito Luciano Leitoa, que em meio aos diversos meses de atrasos de salários, deixa de priorizar os salários dos servidores para a contratação de bandas para a festa carnavalesca de Zé Pereira.

O parlamentar criticou a atitude do prefeito em suas redes sociais. Confira a íntegra da nota de repúdio redigida pelo vereador Anderson Pêgo:

NOTA DE REPÚDIO 

Com 5 meses de salários atrasados dos terceirizados da Prefeitura de Timon, está faltando médicos, remédios e o prefeito LUCIANO LEITOA, vai gastar mais de MEIO MILHÃO DE REAIS no Zé Pereira. Um gestor público deve eleger prioridades na gestão, me parece que a política do PÃO E CIRCO está instalada em TIMON. 

Vereador Anderson Pêgo

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020 às 12:16

Print-Fofoca: "Diálogo produtivo"

Coronel Schnneyder, Kaká do Frigosá e Helber Guimarães

Teresina registrou alta superior a 100% no turismo em 2019

A capital do Piauí é uma das 30 rotas contempladas pelo programa Investe Turismo e atraiu principalmente viajantes de São Paulo, Brasília e Ceará
Ponte Metálica em Teresina: números reforçam bom momento do Turismo no Brasil. - Foto: Moura Alves/MTur
O turismo em Teresina, capital do Piauí, registrou uma alta de 104,8% em 2019 na comparação com o no anterior, gerando uma receita total de R$ 418,4 milhões, segundo dados da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Teresina (Semdec). A cidade integra o programa Investe Turismo, do Ministério do Turismo, que ajuda as regiões no desenvolvimento e aprimoramento de destinos turísticos no País.

As iniciativas do programa envolvem o melhoramento de atrativos, a comercialização de destinos e o estímulo a investimentos, bem como apoio para o acesso a linhas de crédito e a fontes de financiamento. Além disso, estimula a parceria entre os setores público e privado, na promoção dos serviços turísticos de 30 rotas turísticas estratégicas do Brasil, com foco na geração de empregos.

Desde 2003, o Ministério do Turismo já destinou cerca de R$ 65 milhões a projetos de infraestrutura na capital piauiense. Entre eles, a construção da Ponte Estaiada Mestre João Isidoro França - um dos cartões postais da cidade, com um mirante sobre o rio Poti -, e o Parque da Cidadania, espaço que abriga diversas opções de lazer e proporciona a prática de esportes.

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, destaca a retomada do desenvolvimento do setor na capital. “Tivemos uma queda em 2018, mas em 2019 já percebemos essa recuperação. Isso é decorrente, basicamente, da recessão que o Brasil viveu e que sofremos, principalmente em 2018. Este estudo é importante para perceber também o efeito dos eventos na nossa cidade”, ressalta o prefeito. Consulte aqui a lista de rotas e municípios contemplados pelo programa Investe Turismo.

(Do Governo Federal com informações Ministério do Turismo)

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020 às 11:34

Lei anticrime entra em vigor nesta quinta-feira (23)

Projeto foi sancionado pelo governo em 24 de dezembro de 2019
Postagem feita no Twitter
Começa a vigorar nesta quinta-feira (23) a Lei 13.964/2019, conhecida como pacote anticrime, aprovada pelo Congresso e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro no dia 24 de dezembro do ano passado.

Houve 25 vetos à matéria aprovada pelo Congresso. O pacote reúne parte da proposta apresentada no início deste ano pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e trechos do texto elaborado pela comissão de juristas coordenada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

Entre os pontos que foram vetados estão o aumento de pena para condenados por crimes contra a honra cometidos pela internet e o aumento de pena para homicídios cometidos com arma de fogo de uso restrito, que poderia envolver agentes da segurança pública.

Juiz de garantias

Nessa quarta-feira (22), o vice-presidente do STF, ministro Luiz Fux, decidiu suspender a aplicação do mecanismo do juiz de garantias pela Justiça, até o plenário da Corte julgar o mérito da ação, o que não tem data para ocorrer.

A decisão anula liminar concedida pelo presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, que, na semana passada, suspendeu a aplicação das regras por seis meses. Toffoli chegou a criar um grupo de trabalho no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão que também é presidido por ele, para discutir a implementação do juiz de garantias.

A decisão de Fux foi motivada por nova ação protocolada pela Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp). Para a entidade, a medida deveria ser suspensa até o julgamento definitivo por violar princípios constitucionais.

Fux ocupa interinamente a presidência da Corte no período de férias de Toffoli, até 29 de janeiro.

O juiz de garantias deve atuar na fase de investigação criminal, decidindo sobre todos os pedidos do Ministério Público ou da autoridade policial que digam respeito à apuração de um crime, como, por exemplo, quebras de sigilo ou prisões preventivas. Ele, contudo, não poderá proferir sentenças.

Sergio Moro

Pelas redes sociais, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse que a nova lei tem avanços importantes. O ministro afirmou que nem todas as medidas propostas foram aprovadas pelo Congresso e disse que "em 2020, vamos resgatar o que ficou de fora." As informações são da Agência Brasil.

Confirmada a nova composição do Diretório do Republicanos de Timon

Republicanos 10 de Timon sob novo comando
Coronel Schnneyder e Dóris Andreia
Já está no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a mudança no comando do partido Republicanos 10 de Timon que tem como presidente no Maranhão o deputado federal Cleber Verde e na presidência de honra o vice-governador Carlos Brandão.

A Direção do Republicanos em Timon ficou assim: Dóris Andreia na presidência; Vice-presidente Jesy James e o ex-vereador Thales Waquim como primeiro secretário. Dóris Andreia é esposa do pré-candidato a prefeito, Coronel Schneyder.

Recentemente foi anunciado pelo deputado federal Cleber Verde que o pré-candidato a prefeito Coronel Schneyder vai se filiar no Republicanos, como é militar isso só irá acontecer no período das convenções partidárias. As informações são do Blog do Ludwig.

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020 às 16:03

Vereador Uilma Resende ganha mais uma adesão ao seu projeto de reeleição

Publicação feita no Facebook
O vereador Uilma Resende (PDT), ex-presidente da Câmara municipal de Timon, anunciou pelas suas redes sociais a adesão do militante político Sargento Elismário à sua pré-campanha em busca da reeleição para o cargo de vereador.

Uilma Resende comemorou a chegada do Sargento Elismário e afirmou que esta é "mais uma adesão de peso ao nosso projeto de retorno à Câmara de Timon em 2021".

O parlamentar lembrou ainda que a sua trajetória política tem elementos em comum com a do Sargento Elismário. "Nossa batalha de iniciou há anos, com as lutas na JSPDT, na militância política em busca de uma Timon mais justa, moderna e repleta de oportunidades para nossos jovens. Nosso projeto é a manutenção de destas conquistas e a busca de muito mais", comemorou.

Timon-PI x Picos: tudo que você precisa saber sobre o confronto da 2ª rodada do Piauiense

Com time remodelado após expulsões na estreia, Soberano mira vitória em estreia em casa no estadual. SEP conta com retorno de Eder Guerreiro como trunfo para emplacar segundo triunfo consecutivo
Foto: Adelmo Paixão
Timon-PI e Picos terão objetivos iguais, mas motivações distintas no confronto desta quarta-feira, em Teresina. Mexido pela dolorosa derrota na estreia, o Soberano Timonense tenta se reconstruir depois das quatro expulsões sofridas no jogo passado e terá que superar, na estreia em casa no Campeonato Piauiense, um rival embalado na corrida pela liderança. Alheia ao drama do adversário, a SEP quer emplacar a segunda vitória consecutiva no estadual para dormir tranquila no G-2. A bola rola no confronto a partir das 20h, no estádio Lindolfo Monteiro, na capital.

Expulsos na derrota para o Altos, Péricles Veloso (auxiliar), Tonhão (zagueiro), Jorge (lateral-esquerdo) e Oseias (atacante) são desfalques certos no Timon-PI. Além deles, Dênis não joga por conta do pisão sofrido no pé direito. A diretoria do clube garantiu ainda que não vai relacionar o atacante Bibiu, que foi expulso no jogo contra o Altos vestindo a camisa 21 de Jorge. Por conta da confusão, o clube explicou que vai evitar qualquer risco de utilizá-lo e ser punido no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-PI).

A tendência é que o técnico Adelmo Soares repita praticamente toda a escalação do Picos que venceu o River-PI por 2 a 1 em casa. Com uma importante exceção: Eder Guerreiro treinou durante a semana após se recuperar de dores no joelho e pode ser uma novidade em campo. O Globoesporte.com apurou que Muller está entregue ao Departamento Médico com lesão.

Timon-PI e Picos se enfrentam em noite de rodada dupla no Lindolfo Monteiro – 4 de Julho e Parnahyba jogam às 18h.

INGRESSOS PARA A RODADA DUPLA

- GERAL: R$ 20

- ARQUIBANCADA: R$ 30

- CADEIRA: R$ 50

- Meia-entrada: todos os setores

- Ponto único de venda: bilheteria do Lindolfo Monteiro a partir das 15h.

O árbitro Antônio Dib de Sousa será o responsável por conduzir o duelo entre Soberano e SEP e terá auxílio de Márcio Iglésias Araújo Silva e Antônio Sérgio de Sousa Araújo. O Globoesporte.com/piaui transmite as emoções do jogo em tempo real.

TIMON x PICOS - 2ª RODADA

- Dia: 22/01

- Hora: 20h

- Local: estádio Lindolfo Monteiro

- Árbitro: Antônio Dib de Sousa

- Auxiliares: Márcio Iglésias Araújo Silva e Antônio Sérgio de Sousa Araújo

- Onde acompanhar: Globoesporte.com/piaui.

(Com informações do globoesporte.com/piaui.)

Caminho da Escola vai entregar 6,2 mil novos ônibus para estados e municípios

Caminho da Escola vai entregar 6,2 mil novos ônibus para estados e municípios
Frota de ônibus do Caminho da Escola. Foto: Shismênia Oliveira - Ascom/MEC
O Ministério da Educação (MEC) viabilizou a compra de 6,2 mil novos ônibus escolares, por meio do programa Caminho da Escola, favorecendo estados, municípios e o Distrito Federal com os veículos na renovação das frotas.

A brasiliense Maryane Mesquita, de 9 anos, está entre os quase 5 milhões de estudantes brasileiros beneficiados pelo programa, cujo objetivo é garantir o conforto e a segurança no translado de casa para a escola em todo o Brasil. "A Mary utiliza o transporte escolar há três anos para ir à escola rural de São Sebastião. O ônibus é muito bem conservado e seguro. Tem monitora para cuidar das crianças e o motorista é super responsável. Isso é bom para ela, e traz uma tranquilidade para a gente que é mãe", afirma Jô Mesquita, mãe da Maryane.

As aquisições incluem um novo modelo de veículo que irá atender áreas de difícil acesso e com vias mais castigadas, uma iniciativa inédita no governo federal. Para isso, os ônibus possuem tração nas quatro rodas e são menores, garantindo o transporte de 13 estudantes sentados.

Segundo a presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Karine Santos, o novo modelo de ônibus atende uma necessidade exposta pelos municípios. “Estamos atentos às demandas. Por isso, o Caminho da Escola disponibiliza pela primeira vez esse micro-ônibus escolar”, explica a presidente.

Além do modelo “jipe”, estão disponíveis para aquisição outros seis modelos de ônibus, tanto para as áreas rurais quanto urbanas. Os dois tipos que atenderão as áreas urbanas permitirão a viagem de 21 e 29 alunos sentados. Os modelos rurais possuem capacidade para 29, 44 e 59 estudantes sentados.

Melhorias

Entre as melhorias dos ônibus para 2020 estão a porta de lâmina única, que possui vedação total para entrada de pó e água, o que permite o tráfego em estradas rurais de difícil acesso. Os modelos também terão um sistema aperfeiçoado de isolamento térmico do motor, o que proporciona a diminuição do calor no interior do veículo.

Todos os veículos são equipados com dispositivos de acessibilidade e seguem padrões de qualidade e segurança estipulados pelo FNDE, em parceria com o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Aquisições

Estados, Distrito Federal e municípios poderão adquirir os veículos por meio de atas de compras disponíveis no Sistema de Gerenciamento de Atas de Registro de Preços (Sigarp) do FNDE. Com o modelo de compra compartilhada, a economia na compra dos veículos pode chegar a quase 40% do valor de mercado.

Caminho da Escola

Desde 2007, o programa tem o objetivo de renovar a frota de veículos escolares no Brasil e garantir segurança e qualidade ao transporte dos estudantes. Os veículos podem ser adquiridos pelos estados e municípios por meio de assistência financeira do FNDE, recursos próprios e por linha de crédito a ser disponibilizada por agente financeiro.

Hoje, a necessidade de frota para atender a demanda de estudantes, tanto de áreas rurais quanto urbanas, gira em torno de 104 mil veículos com capacidade média para 31 passageiros. Além dos ônibus e micro-ônibus, também são utilizados cerca de 670 lanchas escolares desenvolvidas e construídas em parceria com a Marinha do Brasil, e quase 6,5 mil bicicletas e capacetes escolares.

Estudos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação concluíram que o fornecimento de bicicletas aos estudantes pode atenuar o esforço daqueles que precisam percorrer pequenas e médias distâncias para chegar à escola ou aos pontos dos barcos e dos ônibus escolares.

(Do Governo Federal, com informações do FNDE/MEC)