Anuncie aqui

terça-feira, 26 de janeiro de 2021 às 09:08

Crise política interna faz grupo Leitoa se esfacelar em Timon

Após a eleição da Câmara de Timon, uma enorme crise política se abateu no grupo Leitoa 

Apesar de nenhuma das partes ainda confirmar oficialmente, o rompimento político do deputado Rafael Leitoa com a prefeita Dinair Veloso e os ex-prefeitos Chico e Luciano Leitoa está praticamente consumado. O estopim para o racha dentro grupo Leitoa foi a derrota do candidato indicado pelo ex-prefeito Luciano Leitoa na eleição da Câmara de Timon. Segundo informações de bastidores, o deputado Rafael Leitoa teria sido peça fundamental na vitória de Uilma Resende na disputa contra o candidato de Luciano Leitoa pelo comando do parlamento timonense.

Se já não bastasse a derrota sofrida na eleição da Câmara de Timon, um grande esfacelamento vem acontecendo no grupo Leitoa. Além dos vereadores Uilma Resende (PDT), Dr. Torquato (PDT) e Neto Peças (PSB) deixarem a base política da prefeita Dinair Veloso, várias lideranças políticas e suplentes de vereadores estão deixando o grupo Leitoa para seguir o caminho da oposição timonense.

O grupo Leitoa que está no comando do Palácio da Cidade há quase 30 anos começa a mostrar sinais claros de que pode está chegando ao fim sua hegemonia política em Timon. 

Um sinal claro da decadência do grupo Leitoa em Timon foi o resultado da eleição de 2020. Acostumado a vencer eleições com expressivas votações em Timon sobre seus adversários, em 2020, o grupo Leitoa teve uma queda de quase 15 mil votos em comparação com a eleição de 2016. 

Dinair Veloso mesmo com todo o apoio político que teve na campanha eleitoral venceu a eleição com apenas 0,44% (375 votos) de diferença para seu principal adversário, o Comandante Schnneyder que entrou em sua primeira disputa eleitoral e obteve 34.198 votos.

2022 vem por ai...

Nenhum comentário:

Postar um comentário